E os podres de Hollywood parecem ter apenas começado a aparecer.

» Siga o Bastidores no Facebook , Instagram e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema «

De acordo com um artigo publicado hoje no jornal britânico Daily Mail, a atriz Allison Mack, mais conhecida por seu papel como Chloe Sullivan na série Smallville, foi acusada de comandar um culto dentro do qual era responsável por recrutar mulheres e marcá-las como escravas sexuais de poderosos nomes dentro da maior indústria do entretenimento conhecida.

A acusação foi feita por Frank Parlato, ex-porta-voz do grupo conhecido como NXIVM, fundado por Keith Raniere e caracterizado por ser um centro de autoajuda para os necessitados. Entretanto, além da revelação feita em seu blog pessoal, outros membros abriram-se sobre o real objetivo desses encontros e inclusive revelaram que, no círculo mais íntimo do culto, havia uma irmandade secreta conhecida como DOS e que possuía uma hierarquia entre mestres e escravos.

De acordo com as postagens e com a matéria em questão, Mack era a segunda no comando dessa sociedade oculta, abaixo apenas do próprio fundador. Sua principal função era recrutar e comandar um pequeno grupo de escravos e obrigá-los a buscar outros participantes. Caso não conseguissem cumprir com a missão, recebiam punições físicas. Mack, em seu site pessoal, falou abertamente que Raniera havia sido um mentor para ela durante muitos anos, mas nenhuma declaração para a imprensa foi feita.

A antiga estrela da série DynastyCatherine Oxenberg, se encontrou com advogados e representantes da lei no começo da semana, para detalhar a experiência de sua própria filha dentro do grupo. Conforme constam as declarações, os membros do culto eram marcados com símbolos que se assemelhavam às iniciais de Mack e de Raniere:

A postagem também declarou que a atriz criou a DOS com a intenção de transformá-la em uma organização mundial que seria reconhecida como uma “força para o bem e uma força feminina contra o mal”.

 

Comente!