Antes de Guardiões da Galáxia (2014) estrear, a equipe era praticamente desconhecida do grande público. Este cenário mudou drasticamente após o lançamento, fazendo todos quererem saber mais sobre esta pequena parte do Universo Marvel. Porém, o que muitos não sabem é das diversas alterações feitas para a adaptação nos cinemas. E este artigo aqui foi feito para mostrar as principais diferenças entre os Guardiões das telonas e dos quadrinhos.

» Siga o Bastidores no Facebook , Instagram e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema «

Vale lembrar, falaremos de uma fase nas HQs pré-2014, pois depois da estreia do filme, alterações também foram feitas entre as páginas para que as duas mídias se aproximassem.

Uniformes:

Nos quadrinhos, os membros da equipe usam como uniforme um traje azul. Estes ainda possuem detalhes vermelhos e um símbolo no peito, que é o próprio dos Guardiões. Obviamente, há uma certa diferença entre as roupas, adequando-se aos poderes de cada um, mas, no geral, há traços padrões. Enquanto no cinema, não há nada do tipo definido, ou combinando. Somente no final de Guardiões 1 os heróis chegam o mais próximo disto, utilizando roupas que pertence aos saqueadores.

A origem do grupo

No filme, o time de foras da lei do espaço unido pelo acaso: Peter, Gamora, Groot e Rocket foram capturados pela Tropa Nova durante uma perseguição em Xandar, e, então, são mandados para Kyln, uma prisão intergaláctica. Lá dentro, eles conhecem Drax, que acaba se juntando numa investida de fuga planejada por Rocket. A intenção deles é entregar o Orbe, uma das joias do infinito, para o Colecionador, afim de ganharem uma recompensa. No entanto, Ronan, o Acusador, os encontra e captura o poderoso objeto. E assim eles se unem para derrotá-lo, antes que destrua toda a Xandar. Enquanto nas HQs, as conveniências são deixadas de lado. Após a invasão da raça alienígena Phanlax ao planeta natal dos Kree, Peter Quill tem ideia de formar o grupo que protege a Galáxia contra qualquer ameaça.

Os personagens

Peter Quill: O Senhor das Estrelas já passou por diversas alterações em ao longo de sua história nos quadrinhos, porém a considerada canônica é esta: Ele é filho de Jason de Spartax, herdeiro do império alienígena de Spartoi e da terráquea Meredith Quill. Sua mãe morreu quando ele tinha apenas 11 anos de idade, assassinada por alienígenas que desejavam acabar com a linhagem do pai de Peter. Então garoto, conseguiu escapar e foi parar em um orfanato, onde cresceu jurando vingança contra quem matou sua mãe. Anos mais tarde, ele entrou para a NASA e foi designado para ficar numa estação espacial junto de outros colegas, até que certo dia um ser chamado Mestre do Sol entra na nave e o escolhe para se tornar um viajante do espaço, conhecido como Star-Lord.

Em contrapartida, nos cinemas, a história é bem diferente… Ego, o Planeta Vivo, é seu pai, porém sua mãe continua sendo a mesma, que infelizmente também morre por uma causa diferente – doença terminal. Após seus últimos instantes, Quill sai correndo para fora do hospital, onde é abduzido por Yondu e os saqueadores a mando de seu pai biológico. Acontece que Yondu não cumpre parte do acordo com Ego, que era entregar Quill ao mesmo, e acaba adotando Peter – criando e treinando o jovem no mundo do crime. Quando mais velho, ele segue carreira solo como o já conhecido codinome.

Gamora: Poucas são as diferenças da personagem entre a material fonte e o que foi visto nos cinemas. Nas HQs ela é considerada como a última de sua raça após a espécie alienígena Badoon aniquilar todos de sua terra natal, então Thanos a encontra perdida e decide treiná-la. Já no filme isso muda um pouco. O Titã mata seus pais na sua frente e a leva a força para ser treinada, tornando-a uma arma. Por fim, em ambos os casos, “A mulher mais perigosa do Universo”.

 

Drax: Originalmente, O Destruidor não é um alienígena, mas sim um humano que tem como nome Arthur Douglas. Durante uma viagem em família, eles avistam uma nave comandada pelo Titã Thanos, que acabou destruindo o carro em que estavam. A filha de Drax sobrevive, sendo levada por Mentor, pai de Thanos, mas sua esposa e ele mesmo foram a óbito. Passado algum tempo, Mentor reaparece junto de Kronos, avô de Thanos, para ressuscitá-lo, mas a alma do pobre homem não residia em seu corpo partindo para outro extremamente poderoso. Renovado, seu único objetivo em mente é matar Thanos a qualquer custo. Nos filmes isso muda por completo: aqui ele é um alienígena de fato, que perdeu sua família pelas mãos de Ronan, O Acusador, o qual ele também jura de morte.

Rocket Raccoon: Em ambas as versões, Rocket foi um guaxinim exposto a experimentos e por isso se tornou inteligente. É um excelente estrategista e afortunado pelos dons de sua espécie.  Ele é originário do planeta Halfword, uma colônia para doentes mentais, onde animais são alterados geneticamente para tornarem-se aptos a serem cuidadores dos detentos. Nos cinemas ele não sabe que é um guaxinim, nem mesmo gosta de ser chamado, e seu sobrenome Raccoon não é mencionado uma vez sequer.

Groot: Este é outro que passou por alterações ao longo de sua história nas HQs. No início, ele veio à Terra para conquistá-la e capturar humanos para experimentos, e, acredite, nessa época ele falava mais que apenas “I am Groot”. Eu diria que a maior alteração de Groot para os cinemas está em seu visual e tamanho. Nos quadrinhos ele parece mais assustador e é muito maior, chegando aos 7 metros de altura. 

Comente!