» Siga o Bastidores no Facebook , Instagram e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema «

Análise

Filme

  ★ ½

Wright explora quase de forma abusiva de jogos simbólicos através de sua obra, incluindo no repertório o constante uso do zoom e da pragmática centralidade para aumentar a atmosfera de tensão e angústia. É claro que, depois de um tempo, tudo isso se torna repetitivo, mas compreensível, visto que a narrativa funciona basicamente como um ciclo vicioso: ao longo de seus 125 minutos, cada um dos clímaces conversa com os três complexos discursos proferidos pelo primeiro-ministro como forma de desafiar a derrota iminente – traçando paralelos inclusive com os eventos de Dunkirk – e entrar em guerra com o líder nazista, contrariando todas as tentativas de se chegar a um acordo de paz idealizado pela maior parte do parlamento.

Bastidores de O Destino de Uma Nação

   

Com pouco mais de oito minutos conta com análise do diretor Joe Wright e Gary Oldman sobre o que é o filme e também a respeito da geniosidade de Churchill e seus famosos discursos. Conta também com atores e atrizes que tiveram papéis secundários como o Rei, a esposa de Churchill e sua secretária que falam a respeito de seus personagens. Rapidamente mostram como foi o processo de escolha do figurino de época e a importância de deixá-lo vestido da mesma forma que o líder inglês se vestia. O mais interessante é a abordagem em relação a como foi a feita a recriação dos cenários da época, apresentando como realizaram a reconstrução de Londres, do Parlamento e das salas de Guerra.

Gary Oldman: Transformar-se em Churchill

  

É um extra bastante interessante, mas muito curto. Ele mostra o processo de criação do personagem interpretado por Gary Oldman e como ele entrou nele com facilidade e falam da importância de o caracterizar da mesma forma que Churchill se vestia, andava ou falava. Elogiam como Gary encorporou ele e contam rapidamente do processo de criação de maquiagem, feita para não esconder o ator nem sua interpretação.

Comentário em Áudio com o Diretor Joe Wright

  

É um extra que só será compreendido por quem for fluente em inglês ou tiver conhecimento da língua. O diretor Joe Wright comenta detalhadamente em cima do filme e você assiste aos seus comentários em cima de cada cena. Conta como teve certas ideias, como foi trabalhar com o elenco e outras considerações pertinentes para quem estiver curioso quanto ao o que o diretor pensou ao criar a produção.

Conclusão

É uma edição bastante decepcionantes e com extras muito curtos. O jeito como criaram a maquiagem e como ele concebeu o personagem poderiam ter sido melhor detalhados e não apresentados tão rápidos como foram. Os cortes são tantos e tão frequentes que você recebe informações insuficientes para entender certas etapas de como foi construída a produção. Poderiam ter colocado algo a mais falando sobre Churchill (um mini documentário já ajudava nisso) ou algo que mostre como foi o período em que ele governou. O processo de maquiagem poderia ter sido mais aprofundado, já que é um dos pontos fortes do filme. 

 

Comente!