» Siga o Bastidores no Facebook , Instagram e no Twitter e fique por dentro de todas as notícias! «

Spoilers!

Estamos oficialmente na metade da terceira temporada de Fargo, e as coisas seguem o ótimo ritmo estabelecido pelos episódios anteriores. Se tivemos um episódio inteiro dedicado para Gloria Burgle (Carrie Coon) em The Law of Non-Contradiction, este The House of Special Purpose é o primeiro episódio que de fato se concentra no advogado Sy Feltz (Michael Stuhlbarg). Temos um pouco de todos os outros núcleos, claro, mas o texto de Bob De Laurentis a primeira real olhada no ponto de vista do personagem, e a análise que tiramos dele resulta em um dos grandes socos emocionais desse ano até agora.

O episódio começa com a perfeita definição de pé na porta. Stella Stussy encontra um estranho pacote em sua cozinha, com um CD e um bilhete com letras de revista recortadas, em uma clara carta de chantagem. Visto que a mensagem ameaçava mostrar algo para “sua esposa”, fica claro que o envelope estava endereçado para Emmit (Ewan McGregor), e o conteúdo não poderia ser mais chocante: uma sex tape entre Stussy e Nikki Swango (Mary Elizabeth Winstead), mas com Ray novamente usando uma peruca e passando-se por seu irmão. As coisas ficam tensas e Stella sai de casa com as crianças, deixando o pobre Emmit completamente desolado e furioso com Ray – ao mesmo tempo em que Varga (David Thewlis) segue avançando sobre sua empresa e os funcionários.

O incidente incitante por si só já acrescenta uma pimenta à narrativa, e confesso que só a absurda ideia de Stussy e Swango já é o suficiente para provocar alguns risos, e a montagem de Regis Kimble é inteligente ao nos mostrar a sex tape antes, chocando e surpreendendo o espectador, para só depois retroceder e mostrar o casal preparando-se para gravar o vídeo – veremos outro exemplo eficaz dessa técnica em alguns instantes. Mas além do humor, é surpreendente como este episódio apostou na melancolia, com um devastado Emmit realmente convencendo como um homem quebrado e que vem sido tratado injustamente, em mais um ótimo atestado da performance brilhante de McGregor; sua cena com o agente da Receita Federal vivido por Hamish Linklater (mais um colega de Legion) é um perfeito exemplo de como Emmit vai lentamente se desmoronando, não sendo nem capaz de entender as diversas metáforas do contador.

Mas como havia dito na introdução, este episódio foi todo de Michael Stuhlbarg. A começar com a bizarra – e engraçada, devo admitir – cena em que Varga o surpreende em seu escritório, juntamente com seus capangas Yuri (Goran Bogdan, o Tom Hardy russo) e Meemo (Andy Yu), onde o misterioso sujeito lhe questiona sobre a visita da policial Winnie Lopez (Olivia Sandoval) no episódio anterior. A situação culmina com a revelação de que Varga esteve o tempo todo com seus genitais em uma caneca pessoal de Sy, e os dois capangas forçam o advogado a beber água daquele recipiente nada higiênico; comprovando ainda mais como Varga é um antagonista a ser temido, e como o desespero de Stuhlbarg durante a cena era bem real. Tudo resulta em Sy tentando resolver todos os problemas (Varga e Ray) de forma “desacorrentada”, como ele suplica à Emmit.

O advogado tem uma reunião completamente desconfortável com Ruby Goldfarb (Mary McDonnell), uma viúva interessada em uma parceria de sua empresa com a Stussy LTD. Essa cena demonstra a genial performance de Stuhlbarg, que tenta manter as aparências e o sorriso torto mesmo com todas as ameaças e pressões que acabara de sofrer, e ficarei surpreso se o ator não for lembrado na temporada de prêmios. Mas o grande clímax é quando Sy marca um encontro com Nikki, já demonstrando uma persona ameaçadora e que – como nos foi mostrado diversas vezes ao longo de alguns episódios – é uma mera fantasia; basta lembrar de sua desastrosa batida de carro. A situação foge ao controle quando Yuri e Meemo o abordam, e acabam espancando Nikki em uma tentativa de assustá-lo. O longo plano de Dearbhla Walsh que concentra-se na reação apavorada de Sy durante a agressão é algo digno de Hitchcock, tornando o ataque ainda mais violento justamente por não mostrá-lo.

Essa cena também ofereceu um brilho a Goran Bogdan, que entrega um monólogo que perfeitamente resume toda a série: sua divagação sobre a neve ser branca para cobrir o sangue, uma pequena catarse que o atinge enquanto conta a história da luta da União Soviética para derrubar o Nazismo de Hitler – o que também conecta-se com o título do episódio, que faz alusão a uma obra de Jon Boyne sobre a Revolução Russa e a queda dos Romanov (em português, O Palácio de Inverno). É um texto que impressiona por sua força e a relevância com a história – além de seguir a escola Fargo de monólogos alegóricos repentinos -, e o desconhecido Bogdan faz uma entrega perfeita.

Por fim, vimos muito pouco de Gloria Burgle nesse episódio, mas não houve necessariamente um grande avanço de sua investigação. Agora a ex-Chefe está trabalhando diretamente com Lopez, e praticamente já solucionou o caso sozinha ao juntar todas as peças em um grande “e se”. A dupla até consegue trazer Ray para um novo interrogatório (a falaácia de falso bonachão de McGregor com o Stussy calvo nunca falha), mas tudo vai por água abaixo quando o teimoso novo Chefe, Moe Dammick (Shea Whigham, um ator que repentinamente está em todo lugar), que obriga Gloria a encerrar sua investigação por pura… teimosia? Mais uma marca registrada de Fargo, onde a policial forte e determinada é atrasada pela burocracia de seus superiores. Coon e Sandoval formam uma boa dupla, disso podemos ter certeza.

Mais um ótimo episódio de Fargo. Ainda que menos metafórico e inventivo visualmente do que os antecessores, foi um avanço de história eficiente e que ofereceu pesadas doses de melancolia, ao mesmo tempo em que segue construindo uma narrativa forte e envolvente. Tomando um pouco da metáfora de Yuri neste episódio, o rumo indica um caminho onde nem mesmo a neve será capaz de cobrir tanto sangue.

Fargo – 03×05: The House of Special Purpose (EUA, 2017)

Criado por: Noah Hawley
Direção:
Dearbhla Walsh

Roteiro: Bob De Laurentis
Elenco: Ewan McGregor, Carrie Coon, David Thewlis, Mary Elizabeth Winstead, Michael Stuhlbarg, Olivia Sandoval, Linda Kash, Goran Bogdan, Hamish Linklater, Andy Yu, Shea Whigham
Emissora: FX
Gênero: Drama, Crime
Duração: 57 min

Confira AQUI nosso guia de episódios da temporada

Comente!