» Siga o Bastidores no Facebook , Instagram e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema «

Em Twin Peaks, o amor está no ar. Logo nos minutos iniciais do novo episódio, quatro arcos dramáticos foram finalizados e todos de uma maneira amorosa. O primeiro deles foi o de Nadine (Wendy Robie). Depois de lutar contra si mesma durante décadas, ela  se libertou das amarras que a prendiam ao Big Ed (Everett McGill) e, com a ajuda do Dr. Jacoby (Russ Tamblyn), pegou uma pá e se retirou da “lama” (a sua caminhada em direção ao marido é um poderoso símbolo da longa trajetória de redenção percorrida pela personagem). Dessa maneira, tanto o seu arco quanto o do Dr. Jacoby tiveram um desfecho, uma vez que ela parecia ser uma das poucas ouvintes dos discursos deste.

Na cena seguinte, foi a vez de Big Ed e Norma (Peggy Lipton) encerrarem as suas histórias. Finalmente livre de um casamento estéril, ele entrou no carro, se direcionou ao Double RR e, cheio de paixão, se declarou para ela. Inicialmente, a recepção foi fria. Porém, após dizer para Walter (Grant Goodeve) que não desejava participar do projeto de expansão da cafeteria, ela encaminhou até o amado, e os dois se beijaram (no instante do beijo, é interessante perceber como ela surge de fora do quadro, entrando em um plano no qual o Big Ed ocupava o centro e estava de olhos fechados, o que serve para potencializar a paixão dele).

Quem também se despediu da série (e da vida) foi a Senhora do Tronco/Catherine Coulson. Caso o leitor tenha estranhado a junção do nome da personagem com o da atriz, eu a fiz para simbolizar a forma como as histórias das duas se confundiram. Quando se lembra de uma, lembra-se da outra também. E David Lynch e Mark Frost sabem disso. Percebam como no momento em que ela liga para o Hawk (Michael Horse) e diz que está morrendo, o sentimento do espectador ultrapassa a ficção e se estende até a realidade, e, quando os créditos finais sobem, o In Memory é dedicado a Margaret Lanterman, o verdadeiro nome da Senhora do Tronco. Comovente, o apagar de luzes da atriz/personagem também é esperançoso, pois, como ela mesma diz, a morte não é o fim, mas apenas uma mudança.

No entanto, como Twin Peaks sempre se movimentou através de opostos, além de algumas pontas continuarem soltas, o Mal também deu as caras no episódio. Houve o encontro entre o Dale dopplegänger (Kyle Maclachlan) e o agente do FBI Phillip Jeffries (David Bowie) – nessa sequência, chama a atenção como Lynch ilustra a dimensão extra-espacial da loja de conveniência através de elegantes fusões que misturam o local com o ambiente da floresta -; a luta de James (James Marshall) e Freddie (Jake Wardle) com dois homens no bar; o assassinato de Duncan Todd (Patric Fischler) por Chantal (Jennifer Jason Leigh); o tiro dado por Steven (Caleb Landry Jones) – será que ele se matou ou atirou no personagem interpretado por Mark Frost? -; a discussão de Audrey (Sherylin Fenn) com o marido; e o tenso grito final.

Além disso, também teve a explosão elétrica de Dougie (Kyle Maclachlan). Nessa cena, assim como na despedida da Senhora do Tronco, Lynch mais uma vez propõe uma conexão entre as realidades fictícia e concreta, já que tanto a paixão do diretor por Crepúsculo Dos Deuses quanto o fato de que foi por causa do filme que nomeou o seu personagem na série de Gordon Cole são amplamente conhecidos pelo público. Contudo, ninguém seria capaz de prever que todas essas coisas se alinhariam completamente em um momento cômico, brilhante e essencial para o desenrolar futuro do protagonista. Tentar antecipar os próximos passos de Lynch é sempre uma tarefa impossível.

Faltando apenas três episódios para ser encerrada, a nova temporada de Twin Peaks já é a melhor produção audiovisual de 2017 até o momento, e isso se dá não apenas por seus méritos artísticos – que são inúmeros -, mas pela forma carinhosa com que os moradores e visitantes da cidade foram tratados. Afinal, Lynch e Frost estão cientes de que, em relação aos personagens, “we’ve been loving them too long”…

Twin Peaks – 3ª Temporada: Parte 15 (EUA, 2017)

Criado por: David Lynch e Mark Frost
Direção: David Lynch
Roteiro: David Lynch e Mark Frost
Elenco: Kyle MacLachlan, Dana Ashbrook, Michael Horse, Robert Forster, Harry Goaz, Miguel Ferrer, David Lynch, Kimmy Robertson, Peggy Lipton, Everett McGill, Wendy Robie, David Bowie, Jennifer Jason Leigh, Tim Roth, Catherine Coulson, James Marshall
Emissora: Showtime
Gênero: Suspense, Terror
Duração: 60 minutos cada episódio

Confira AQUI o nosso guia de episódios da temporada

 

Comente!