Wall Street Journal liberou hoje uma matéria bastante preocupante: a Disney não tem interesse nos produtos que não encaixem na categoria “familiar” da qual o estúdio é vastamente reconhecido. 

» Siga o Bastidores no Facebook , Instagram e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema «

Ou seja, por hora, somente Avatar, Quarteto Fantástico X-Men tem futuro garantido na Casa do Mickey Mouse, afinal são as maiores propriedades da 20th Century Fox. Enquanto a aquisição não for completa, os estúdios da Fox tem plena autonomia para decidirem o que farão com as propriedades de televisão e cinema.

Porém, quando tudo estiver nos conformes, já com a Disney comandando toda essa divisão, a história tem grandes chances de ser diferente.

Segundo o conceituado jornal, a Disney quer reduzir expressivamente as atividades com os filmes originalmente da Fox. Agora, o futuro das franquias Alien, Predador, Planeta dos Macacos fica completamente incerto, já que são longas, na maioria das vezes, de grande risco financeiro. 

Entretanto, a Disney ainda pretende manter a Fox Searchlight, divisão de filmes independentes da 20th Century Fox. Isso ocorre por conta das produções da Fox Searchlight sempre serem indicadas ao Oscar. Só em 2018, foram 27 indicações, incluindo para as categorias mais importantes. 

A Disney atualmente sofre bastante com a premiação, já que sempre é indicada por categorias técnicas, já amargando anos sem ver um de seus longas indicado a Melhor Filme. 

Ainda assim, mesmo com a Fox Searchlight, o estúdio não pretende abusar com filmes mais agridoces ou amargos como O Regresso ou As Aventuras de PiPor enquanto, o foco do estúdio é maximizar o lucro com as propriedades mais rentáveis da Fox até agora. 

Não se sabe o que acontecerá com as produções da FX da mesma forma, já que geralmente todas assumem riscos e estão ligadas a gêneros complicados para a Disney, como o drama psicológico, horror e policial. 

Comente!