Ellen Page escreveu um poderoso e emocionante texto detalhando suas próprias experiências abusivas sofridas em Hollywood – incluindo uma acusação chocante de comentários homofóbicos feitos pelo diretor Brett Ratner nos sets de filmagem de X-Men: O Confronto Final em relação à sua sexualidade.

» Siga o Bastidores no Facebook , Instagram e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema «

Em um post publicado em seu Facebook oficial hoje, 10, a atriz recontou como, durante uma sessão de meet and greet para o elenco e a equipe do filme antes das gravações começarem, Ratner alegadamente apontou para a garota de apenas dezoito anos e então virou-se para outra mulher ao seu lado, dizendo “Você deveria f**** ela para ela perceber que é gay”.

“Eu era uma jovem adulta que ainda não tinha se assumido. Nem para mim mesma”, Page escreveu. “Eu sabia que era gay, mas não o suficiente para falar. Eu me senti violada quando isso aconteceu. Eu olhei para baixo, não falei nada e observei ninguém mais fazer nada também. Esse homem, que tinha me elencado no filme, começou nossos meses de gravação com essa declaração incontestável e invasiva. Ele me expôs sem nenhum motivo e sem pensar no meu bem-estar, um ato que todos reconhecemos como homofóbico. Eu o vi dizer coisas degradantes para outras mulheres. Eu me lembro de uma mulher andando ao lado do monitor e ele falando sobre sua vagina”.

Page estrelou como Kitty Pryde no filme de 2006, e adicionou que o diretor logo depois pediu para que ela vestisse uma camiseta com os dizeres Time Ratner. Quando ela recusou, os produtores disseram-lhe que ela “não poderia falar assim com ele”.

“Eu estava sendo reprimida, e ele não havia sido punido ou demitido pelos comentários abusivos e homofóbicos que todos testemunhamos”, declarou. “Eu era uma atriz que ninguém conhecia. Tinha dezoito anos e não tinha ferramentas para saber como lidar com a situação”.

Anna Paquin, colega de Page em X-Men, corroborou a história da atriz no Twitter, escrevendo que “estava lá quando o comentário foi feito. Estou do seu lado”.

Confira o texto de Page na íntegra, clicando aqui.

 

 

Comente!