O nome de Paul Shipper certamente não deve estar na ponta da língua de todo mundo.

» Siga o Bastidores no Facebook , Instagram e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema «

Na realidade, a grande maioria dos cinéfilos provavelmente nem dá muita atenção para pôsteres de cinema, e muito menos a respeito dos responsáveis por sua criação, como foi o grandiosíssimo Drew Struzan, famoso por seu traço de desenho a mão para alguns dos maiores clássicos de Steven Spielberg, a saga Star Wars, a trilogia De Volta para o Futuro e tantas outras peças icônicas que sempre vemos em lojas e anúncios por aí, mas que raramente vemos replicada no cinema contemporâneo – Struzan encontra-se aposentado.

Porém, o ilustrador britânico Paul Shipper é um dos nomes que parece querer trazer de volta essa estética retrô e estilosa, apostando no traço de sua caneta digital para criar novas e icônicas artes, atingindo o ápice ao ser chamado para desenhar variantes de Doutor Estranho, Star Wars: Os Últimos Jedi e a cerejeira no topo do bolo de sua carreira até o momento: ter sua arte selecionado pelo próprio Steven Spielberg para ser o pôster principal da campanha de Jogador Nº 1, novo filme do cineasta que estreia nesta semana, além de ter sido contratado pela revista Empire para traçar uma belíssima capa em homenagem à carreira do diretor.

Admirados pelo trabalho de Shipper, entramos em contato com o ilustrador por e-mail, que nos concedeu esta breve entrevista sobre sua carreira e o estado atual do mercado do pôster cinematográfico.

Confira:

Acredito que o ramo da arte de pôsteres de cinema é muito subestimada, especialmente hoje. Você sempre foi interessado em arte de cartazes? Quando você começou a fazer essas artes, e como você entrou no radar de estúdios como Warner Bros e Disney?

Primeiramente, eu não acho que seja subestimada de forma alguma. O poder do pôster é algo que tem existido por gerações.

Trabalhar com estúdios para criar pôsteres de filmes para campanhas em andamento sempre foi algo que eu quis, e ter a chance de trabalhar para grupos como Lucasfilm, Warner Bros e a 20th Century Fox nos últimos meses foi um sonho que se concretizou. Foi um longo processo, voar para Los Angeles para reuniões, ir para convenções… É muita consistência com o trabalho. Foi um esforço constante para ganhar a atenção dos estúdios. Tenho trabalhado profissionalmente por 20 anos, e demoraram pelo menos 5 anos para se tornar um sucesso da noite pro dia.

Quando você é contratado para fazer um novo pôster, os estúdios lhe exibem o filme inteiro para inspiração? Você acha que ajuda?

Para lançamentos recentes, geralmente eu não consigo ver o filme completado. Mas eu tenho acesso a equipes e um bom material de direção de arte baseado no conteúdo da história, e nos personagens envolvidos.

Tenho a impressão de que muitos estúdios estão abraçando o visual retrô para pôsteres de filme, especialmente com o que vemos no seu trabalho em Jogador Nº 1. Você acha que há futuro na indústria para pôsteres mais tradicionais e desenhados, como os seus?

Sempre houve espaço na publicidade para ilustração. E é bacana ver alguns dos grandes estúdios voltando a atenção para esse estilo em novos lançamentos.

O que define um grande pôster?

Há muitos ingredientes necessários para fazer um pôster funcionar. Três ingredientes básicos para um grande pôster são composição, cor e a estética do design.

Que conselho você daria para aspirantes a artistas de cinema? Você segue contas como a do Boss Logic?

Siga seus instintos, seu coração e seja apaixonado. Nunca desista se é nisso que você acredita ou se é o que você acredita que quer fazer.

Eu nunca tinha ouvido falar do Boss Logic, porém, eu sigo outros artistas que admiro e cujo trabalho eu amo. É muito legal ser inspirado por outros, então essa pode ser uma ótima maneira de alimentar sua paixão, conectando-se com uma comunidade artística mais ampla.

Podemos esperar futuras colaborações entre você e Steven Spielberg? Talvez para o novo Indiana Jones

Eu não faço ideia, isso pode ser completamente por acaso e a maior coisa que eu faria em toda a minha carreira. Esse é o problema desse trabalho, já que você nunca sabe o que vem em seguida. Isso te mantém inquieto. Porém, você sempre vai ser movido por esperança e uma sensação otimista, não importa o que aconteça. Acho que esse é um fator chave em ser um ilustrador, especialmente no ramo de ilustração de cartazes de cinema.

E finalmente, qual o seu pôster de filme preferido de todos os tempos?

De todos os tempos… essa é bem difícil de responder. Tenho memórias calorosas de ver os pôsteres de Drew Struzan para Hook: A Volta do Capitão Gancho e A Ilha da Garganta Cortada pela primeira vez no corredor de um cinema, na época.

Abaixo, alguns dos trabalhos mais recentes de Shipper:

Cartaz do aniversário de 20 anos de A Fistful of Fingers, 2015

Arte especial para Cidade de Deus, 2015

Cartaz principal de 31, 2016

Variante da Regal Cinemas para Doutor Estranho, 2016

Variante da Dolby Cinema para Os Últimos Jedi, 2017

Cartaz principal de Killing Gunther, 2018

Cartaz principal de Jogador Nº 1, 2018

Arte especial para a capa da revista Empire sobre Steven Spielberg, 2018

O elenco conta com Tye Sheridan, Mark Rylance, Simon Pegg, Olivia Cooke, Ben Mendelsohn, T.J. Miller, Hannah John-Kamen e Letitia Wright. O roteiro fica a cargo de Zak Penn e Ernest Cline, que adaptam a obra homônima de Cline.

Jogador Nº 1 estreia nos cinemas brasileiros nesta quinta-feira,

 

Comente!