Mais uma edição do Festival de Cannes chega ao fim.

» Siga o Bastidores no Facebook , Instagram e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema «

Essa 70ª edição contou com a presença dos novos filmes como Loveless, de Andrey Zvyagintsev;  L’Amant double, de François OzonThe Killing of a Sacred Deer, de Yorgos Lanthimos; Le jour d’après, de Hong Sang-soo; e Le Redoutable, de Michel Hazanavicius. Entre os que competem, os novos filmes de Todd Haynes (Wonderstruck) e de Todd Haynes (Okja) fizeram polêmica quanto à produção e exibição nos cinemas. A Netflix, financiadora do filme do diretor sul-coreano, teria afirmado que o filme não sairia nas telonas, apenas nas telinhas dos seus assinantes.

The Square, novo filme do diretor sueco Ruben Östlund (Força Maior), é o grande vencedor da Palma de Ouro de 2017. No filme, Christian (Claes Bang) é curador de um museu de arte moderna que contrata uma empresa de relações públicas para fazer barulho em torno do assunto da exposição que está organizando na mídia em geral. Entretanto, nem tudo sai como planejado. O filme chegou a ser comparado pelos críticos à Toni Erdmann pelo seu tom cômico agridoce.

O júri do Festival foi presidido por Pedro Almodóvar, e contou com Maren Ade, Park Chan-WookAgnès Jaoui, Fan Bingbing, Paolo Sorrentino, Gabriel Yared, Will Smith e Jessica Chastain.

Abaixo, segue a lista completa dos vencedores:

Competição

Palma de Ouro: The Square, de Ruben Östlund

Grande Prêmio: 120 battements par minute, de Robin Campillo

Prêmio do Júri: Loveless, de Andrey Zvyagintsev

Melhor Atriz: Diane Kruger, por In the Fade

Melhor Ator: Joaquin Phoenix, por You Were Never Really Here

Melhor Diretor: Sofia Coppola, por The Beguiled

Melhor Roteiro: The Killing of a Sacred Deer, de Yorgos Lanthimos e You Were Never Really Here, de  Lynne Ramsay (empate)

Prêmio Especial: Nicole Kidman

Palma Queer (Longa): 120 battements par minute, de Robin Campillo

Palma Queer (Curta): Les îles, de Yann Gonzalez

Outros prêmios

Camera d’Or: Jeune Femme/Montparnasse Bienvenue, de Leonor Serraille

Palma de Ouro para Curta-Metragem: Xiao Cheng Er Yue, de Qiu Yang

Menção Honrosa de Curta-Metragem: Katto, de Teppo Airaksinen

L’Oeil d’or: Visages Villages, de Agnès Varda e JR

Prêmio do Júri Ecumênico: Radiance, de Naomi Kawase

Un Certain Regard

Prêmio Un Certain Regard: Lerd, de Mohammad Rasoulof

Melhor Diretor: Taylor Sheridan, por Wind River

Prêmio do Júri: Michel Franco, por Las hijas de Abril

Melhor Interpretação: Jasmine Trinca, por Fortunata

Prêmio pela Poesia do Cinema: Mathieu Amalric, por Barbara

Quinzena dos Realizadores

Prêmio Art Cinema: The Rider, de Chloe Zhao

Prêmio da Sociedade de Autores e Compositores Dramáticos: L’amant d’un jour, de Philippe Garrel e Un beau soleil intérieur, de Claire Denis (empate)

Prêmio Label Europa Cinemas: A Ciambra, de Jonas Carpignano

Semana da Crítica

Grande Prêmio: Makala, de Emmanuel Gras

Prêmio Visionário: Gabriel e a montanha, de Fellipe Barbosa

Prêmio da Sociedade de Autores e Compositores Dramáticos: Ava, de Léa Mysius

FIPRESCI

Competição:  120 battements par minute, de Robin Campillo

Un Certain Regard: Tesnota, de Kantemir Balagov

Quinzena dos Diretores: A Fábrica de Nada, de Pedro Pinho

 

Comente!