Apesar de Guardiões da Galáxia ter entrado em seu próprio curso de aventuras no Universo Cinemático Marvel, há inúmeros personagens e conceitos introduzidos no filme que podem ser explorados. É a partir dessa ideia que o diretor James Gunn está atualmente trabalhando com a Marvel para atingir esse objetivo – ou seja, expandir o lado cósmico da MCU com filmes que irão trazer novos super-heróis sem grande lugar nos holofotes.

» Siga o Bastidores no Facebook , Instagram e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema «

Kevin Feige, chefe dos estúdios, se mostra relativamente tímido em relação ao futuro do universo compartilhado, mas compara seus planos com aqueles que vieram na última década. Em um perfil feito para a revista Vanity Fair, Feige declarou que a Marvel tem “22 filmes prontos, e temos outros 20 que são completamente diferentes dos que vieram antes, intencionalmente”.

O perfil também declara que Feige e Bob Iger, presidente da Disney, deram a entender que Gunn estava trabalhando na expansão da franquia Guardiões da Galáxia de múltiplas maneiras, possivelmente pretendendo realizar vários spin-offs sobre personagens não muito conhecidos, em filmes-solo que conversem com o cosmos do panteão de super-heróis. Dentre as inúmeras possibilidades, temos por exemplo Quasar, Phyla-Vell, Moondragon, Capitão Universo, Darkhawk, os Eternos e incontáveis outras raças alienígenas.

É seguro dizer que tanto a Marvel quando a Disney têm a pessoa certa se quiserem continuar construindo seu mundo. Agora, é só aguardar novas atualizações nos próximos meses.

Comente!