O palhaço Pennywise tornou-se um dos ícones da cultura pop nos anos 1980, com o lançamento da obra It: A Coisa, por Stephen King. A primeira adaptação para os cinemas, estrelada por Tim Curry no papel da entidade sobrenatural, endossou sua forma assustadora e suas habilidades sobrenaturais e nem um pouco agradáveis perante o grupo de crianças que jurou destruí-lo, mas foi o remake deste ano, que trouxe Bill Skarsgard como Pennywise, que o transformou num dos símbolos mais atuais do terror e do medo.

» Siga o Bastidores no Facebook , Instagram e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema «

Primeiramente, o filme original era mais escrachado. E bom, se Curry conseguiu trazer seus maneirismos à tela de modo a deixar a narrativa um pouco mais leve, a performance de Skarsgard renegou todo esse equilíbrio e se entregou à obscuridade total. E para relembrar esses momentos de puro horror, o diretor do filme Andrés ‘Andy’ Muschietti divulgou hoje um pequeno remembering em sua conta oficial do Instagram.

A foto é um esboço dividido em duas partes que mostra o desfecho do prólogo de It, durante o qual o palhaço consegue convencer o pequeno Georgie (Jackson Robert Scott) a se aproximar do bueiro para então matá-lo. Confira:

“E aqui temos um rascunho que desenhei para a ‘boca assassina’ de Pennywise, um dos momentos mais cômicos do filme”, diz a legenda.

Bom, não estamos muto certos quanto à parte do “cômico”, mas pode ter certeza de que a cena ficou gravada na nossa mente – e por bastante tempo.

Comente!