Vários críticos e jornalistas de Hollywood estão compartilhando o seu descontentamento com a escolha de Kevin Hart para sediar a próximo cerimônia da entrega do Oscar, isso por causa de algumas piadas infames envolvendo homossexuais que ele fez no passado.

» Siga o Bastidores no Facebook , Instagram e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema «

O ator já deu várias declarações fazendo piadas homofobicas e inclusive fez uma confissão de que se tornou violento com Torrei Hart, ex-esposa com quem esteve até 2011. Os fatos foram trazidos à tona novamente pelo fundador do Awards Watch, Erik Anderson.

“Considerando quantos fãs do Oscar são gays e mulheres, isso é realmente algo que a Academia deveria levar em conta quando se contrata um cara que bate em uma esposa, trai outra quando ela está grávida de oito meses e afirma que o seu maior medo é o seu filho crescer e ser gay”,

Afirmou Anderson nas redes sociais, relembrando dos vários podres que cercam a carreia de Kevin Hart.

Em 2017, Kevin Hart admitiu publicamente que traiu sua esposa Eniko Parrish durante a gravidez dela. Além disso, em seu livro de memórias, I Can’t Make This Up, ele confessou ter sido violento com sua primeira esposa e chegou a bater nela.

Quantos as piadas homofobicas, são em relação a uma declaração que ele deu em 2010 onde falou que tinha medo de seu filho futuramente se tornar Gay.

A 91ª edição do Oscar acontece em 24 de fevereiro de 2019.

Comente!