Séries de TV não são de hoje que fazem sucesso nas grades das emissoras de tv ou de serviços de streaming. Muitas dessas séries tem personagens tão interessantes e cativantes que acabam conquistando o público e fazendo passar pela cabeça dos produtores a ideia de criar uma série derivada em que contem a vida desse personagem longe da série original. Fizemos um apanhado de personagens que quase conquistaram o direito de ter um spin-off.

» Siga o Bastidores no Facebook , Instagram e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema «

Krusty, O Palhaço – Os Simpsons

Krusty, O Palhaço, é um dos personagens secundários dos Simpsons mais interessante. Ele quase ganhou seu spin-off que seria feito em modo live-action. Em 1994, Matt Groening pensou na ideia de levar o palhaço para os cinemas. A intenção era a de que o longa live-action fosse estrelado pelo seu dublador na série animada, Dan Castellaneta, mas logo Matt percebeu que essa não seria uma tarefa tão simples. Uma das cenas do longa envolveriam castores e descobriu que era muito caro contratar castores treinados para a cena. Groening abandou a ideia e começou a trabalhar na série Futurama.

Os Daleks – Doctor Who

Doctor Who é uma das séries mais queridas de ficção científica e na década de 60 tinha já os seus fãs, tanto que na época queriam fazer uma série derivada de um personagem muito querido, Os Daleks. Essa espécie era muito popular na produção e em 1965 seu criador, Terry Nation, projetou um spin-off para a rede BBC e logo depois fez um episódio piloto. A emissora passou a pressionar Terry para que uma temporada inteira fosse criada e daria a ele um orçamento de 10.000 mil libras para cada episódio. Só que com o tempo os custos aumentaram e a BBC saiu do projeto. Um tempo depois a ABC ficou interessada, mas desistiu por que a série não era tão conhecida assim. O primeiro spin-off de Doctor Who foi a série K-9 And Company que não teve tanto sucesso assim.

Faith – Buffy, A Caça Vampiros

Quando Buffy, A Caça-Vampiros chegou ao final os produtores tinham em mente a criação de um spin-off com a personagem Faith. Ela era uma muito popular e era a escolhe perfeita para dar sequência ao universo em que a série era ambientada. Só que os produtores não levaram em conta que a atriz Eliza Dushku não estava nada afim de filmar uma nova série derivada de Buffy. Ela não queria dar sequência na personagem, queria fazer algo novo e então decidiu por estrelar a série Tru Calling.

Sally – How I Met Your Mother

Se há uma produção de humor tão popular, capaz de competir com Friends em adoração, essa série é How I Met Your Mother. O grupo de amigos que se encontrava frequentemente no bar MacLaren’s deixou toda sua audiência triste quando chegou ao término. E logo os produtores da rede CBS pensaram em criar uma série derivada com a personagem Sally e que seria nos mesmos moldes de HMYM (sigla do nome da série), mas  com o foco nos amigos de Sally. Só que no roteiro as piadas e os diálogos não eram nem sombra do que era encontrado na série original. Com um roteiro de qualidade tão inferior foi fácil entender o porque do spin-off não ter acontecido.

Bobbi Morse e Lance Hunter – Agents Of S.H.I.E.L.D.

A Marvel se consolidou no cinema com seus filmes de heróis, mas na TV ainda engatinha para deslanchar suas séries. A de maior sucesso até o momento é Agents Of S.H.I.E.L.D. em que o grupo secreto enfrenta vários desafios contra seus inimigos. Dois personagens que apareceram e passaram a ter maior destaque quase receberam uma série derivada. Trata-se de Bobbi Morse (Adrianne Palicki) e Lance Hunter (Nick Blood). Em um primeiro momento a rede ABC não permitiu um spin-off, pois ambos eram importantes para a trama e na terceira temporada quando havia uma oportunidade para o fazer a emissora mais uma vez não permitiu que fosse feito, pois não se sentiu a vontade com o episódio piloto.

Audrey Horne – Twin Peaks

Na época em que Twin Peaks foi ao ar (1990) muitos personagens logo se tornaram queridinhos do público, mas não tanto quanto Audrey Horne. Era uma personagem carismática e que se tornou a queridinha de muitos que assistiam a produção, e percebendo isso, David Lynch pensou em um derivado com a atriz Sherilynn Fenn. A ideia era colocá-la dirigindo pela Mulholland Drive (nome de seu filme traduzido no Brasil como Cidade dos Sonhos) e iria se centrar na ida da personagem para a Califórnia. O projeto não vingou, mas Lynch não desistiu da ideia e algum tempo depois filmou o seu Cidade dos Sonhos com a atriz Naomi Watts.

Karen Walker – Will & Grace

Com toda a certeza Will & Grace não teria o sucesso que teve sem a participação de Karen (Megan Mullaly), a socialite que era muito querida pelo público da série, tanto que a rede NBC pensou em fazer uma outra produção tendo Karen como protagonista. A ideia era fazer um talk show com a personagem, algo que não agradou a atriz. Seu companheiro de cena em Will & Grace (Sean Hayes) não faria parte desse derivado, apenas Karen.

Dwight Schrute – The Office

Quando a série The Office estava chegando a seu final, em 2013, os produtores começaram a pensar em várias possibilidades de utilizar personagens importantes para uma produção derivada. Logo surgiu a mente a ideia de fazer algo com o personagem de Dwight Schrute, o puxa-saco e antissocial que pentelhava a todos no escritório. O piloto recebeu o nome de The Farm (A Fazenda), e teria como foco a família de Dwight. A NBC não quis seguir com a ideia e o piloto acabou nem sendo transmitido pela emissora. Os críticos, na época, detonaram o episódio. 

Phoebe – Friends

Os fãs de Friends ficaram órfãos do grupo que era amado por ter personagens tão carismáticos. Mas após dez temporadas os produtores criaram uma série derivada chamada Joey (ou Vida de Artista) que contou com duas temporadas e se mostrou um fracasso de público e crítica. Phoebe, outra personagem popular da série quase recebeu um spin-off, algo que não ocorreu. Já havia até um nome para a produção Girlfriends e que contaria com a participação ocasional de Ross (David Schwimmer). Ainda hoje falam de uma possível série derivada centrada na personagem ser produzida.  

Spock – Star Trek

Star Trek havia acabado de ser cancelada pelos baixos índices de audiência, mas a Paramount já trabalhava em um derivado que teria como foco o personagem de maior popularidade da produção, Spock. A ideia era levá-lo para o planeta Vulcano e trabalhavam com dois argumentos,  ou fariam ele voltar para casa ou desenvolveriam mais a fundo sua vida. Gene Roddenberry, criador da série não aceitou a proposta.

Comente!