5 de setembro marca o aniversário de 25 anos de Batman: The Animated Series. Considerada uma das melhores versões do cavaleiro das trevas e uma das melhores animações de super-herói já feitas, decidimos separar 25 curiosidades que você provavelmente não sabia sobre o desenho.

» Siga o Bastidores no Facebook , Instagram e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema «

Então suba no Batmóvel e vamos para a lista:

1- O piloto da série foi desenvolvido pela dupla Bruce Timm e Eric Radomski, sendo apresentado para a Warner como a ideia para uma animação do herói, em 1991. Ambos dublavam todas as vozes do curta, com Timm dando a voz para Batman e Radomski dublando todo os outros personagens.

2- Aliás, tal piloto, que tinha a duração de menos de 2 minutosacabou se tornando a base para a icônica abertura da série.

3- O visual de Gotham da animação foi ideia do co-criador da série, Eric Radomski, que procurou buscar um tom de filme noir para o desenho, algo que se tornou um dos fundamentos da animação tanto para o design de seus personagens quanto para o tom da história.

4- Uma das maiores inspirações para o desenho foi uma clássica animação do Superman de 1940, criada por Dave Fleischer. Os 17 episódios desse seriado incluem um visual impressionante para os padrões da época, sendo até hoje uma das melhores animações do homem de aço.

5- Batman: The Animated Series é até hoje considerada uma das melhores animações de todos os tempos e recebeu diversos prêmios em sua época, incluindo o Emmy de 1993 na categoria “Outstanding Animated Program” pelo episódio da primeira parte de “O Ajuste de Contas de Robin”.

6- Outra premiação recebida pela equipe foi a Daytime Emmy Awards, na categoria “Outstanding Writing”, “Outstading Music Direction” e “Outstanding Sound Editing.”

7- Procurando o dublador de Batman para o desenho, a diretora de elenco, Andrea Romano, estava atrás de uma voz “inerentemente sexy”. Batman deveria ter esse sexy appeal para atrair um público feminino. Ao final, Kevin Conroy foi escolhido e eternizado como a voz do encapuzado.

8- Aliás, foi ideia de Kevin Conroy dar vozes diferentes para Batman e Bruce Wayne, alegando que o herói deveria ter uma voz mais sombria e misteriosa em relação ao educado e bem-humorado Bruce Wayne. A partir daí, todas os futuros atores e dubladores seguiriam essa filosofia.

9- O memorável episódio “Cuidado com o Fantasma Cinzento” conta a história de um ator antigo que ficou muito conhecido por ser um super-herói em um antigo seriado de TV, mas foi esquecido anos depois e atualmente sofre para se manter financeiramente. A história traça vários paralelos com o ator Adam West, que interpretou Batman no clássico seriado dos anos 60.

10- Além disso, no episódio temos a participação de ninguém menos que Bruce Timm, criador da série animada, que deu a voz para um fã devoto de Grey Ghost. Bruce Timm também tinha sido fã da série do Batman de Adam West quando criança.

11- A trilha sonora do filme Máscara do Fantasma inclui vozes similares a cantoria gregoriana,. Porém, as vozes estão cantando em latim, e a letra é basicamente composta dos nomes dos criadores da série (Bruce Timm, Eric Radomski e Alam Burnett) cantados repetidamente de trás para frente.

12- Todo mundo sabe que o Coringa do desenho é dublado por Mark Hamill, o Luke Skywalker de Star Wars. Mas poucos sabem que originalmente seria Tim Curry quem faria a voz do palhaço do crime. Porém, os criadores da série perceberam que ele não seria o melhor para o papel e acabaram escolhendo Hamill ao invés.

13- Mark Hamill dava tanto de si em sua versão do palhaço do crime que ao invés de ficar sentado enquanto dublava, como seu parceiro Kevin Conroy, ele permanecia em pé quase todo o tempo, para passar bem o jeito maníaco do vilão mais icônico do herói. Não é a toa que amamos Mark Hamill como Coringa, não é mesmo?

14- Falando nele, não podemos esquecer que Arlequina, a namorada de Coringa e uma das vilãs mais populares do Batman hoje em dia, teve sua origem no próprio desenho, com o roteirista Paul Dini se inspirando na atriz Arleen Sorkin, da série Days of Our Lives, para criar a vilã. Arleen no final das contas se tornou a dubladora da personagem na animação.

15- E não foi só Harley Quinn que teve sua origem no desenho e só depois foi incluída no canôn dos quadrinhos. A detetive Renee Montoya e o vilão Lock-Up também tiveram sua primeira aparição na animação e se tornaram favorito dos fãs do show.

16- Falando em Paul Dini, o principal roteirista da série, acabou ficando tão conhecido por seus episódios que acabou sendo o principal responsável por todos os spin-offs e relacionados da animação, como o desenho de Batman do Futuro, Liga da Justiça, Superman e diversos filmes animados do herói.

17- Apesar de ter um visual próprio, alguns personagens do desenho tiveram suas aparências retiradas de outras versões. Como foi o caso com o Pinguim, que teve seu visual diretamente inspirado na versão de Danny DeVito no filme Batman Returns, sendo que Bruce Timm desenhou o visual do vilão do filme antes mesmo do início da produção da série animada.

18- Alguns atores famosos deram suas vozes para papéis menores na animação, como Abe Vigoda (Poderoso Chefão), que dublou o mafioso Sal Valestra no filme A Máscara do Fantasma.

19- Outro famoso foi Roddy McDowall (Planeta dos Macacos) que deu a voz para o Chapeleiro Maluco.

20- Mas talvez uma das grandes oportunidades perdidas foi o ator que poderia ter sido o Duas Caras da animação: Al Pacino. O ator recusou a oferta de viver Harvey Dent mesmo após pedidos dos criadores, dando lugar para o ator Richard Moll dar sua voz para o inesquecível vilão de Batman.

21- Não só atores deram a voz para personagens na série. Patrick Leahy, senador assumidamente fã do super-herói, dublou o governador de Utah no episódio “O Confronto”.

22- Apesar de geralmente darem liberdade criativa e não censurarem as suas produções originais, a Warner pediu para os criadores retirarem uma cena onde excrementos eram jogados no paletó de Alfred.

 

23- A mudança de nome na segunda temporada de Batman: The Animated Series para The Adventures of Batman and Robin foi exigida pela Fox Networks que tinha acabado de pegar a série após 3 anos sendo televisionada pela Warner. A Fox insistiu em direcionar a animação para um público infantil, com exigências sendo a aparição de Robin em todos os episódios da série a partir dali.

24- Esse redirecionamento da produção acabou fazendo com quem o próprio Robin ganhasse uma versão mais jovem. Assim, os produtores decidiram colocar Dick Grayson como o Asa Noturna e trouxeram Tim Drake para substituí-lo como o fiel companheiro de Batman.

25- Tal necessidade da Fox em incluir Robin em todas os episódios foi uma das causas para uma ideia de fazer a Canário Negro e a Mulher-Gato se juntarem em uma história solo das duas ser retirada da série. A proposta foi recusada pela Fox pois não havia possibilidade no roteiro de incluir o menino prodígio, deixando vários fãs decepcionados.

Gosta do desenho? Está com saudades da série de Bruce Timm e Eric Radomski? Comente abaixo!

Comente!