Alguns personagens são tão memoráveis que, ao se pensar em determinada obra, imediatamente pensamos neles. Não há como não pensar em Gandalf ao se pensar em O Senhor dos Anéis, em Chandler quando se pensa em Friends, ou no Capitão Holt quando pensamos em Brooklyn 99.

» Siga o Bastidores no Facebook , Instagram e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema «

Algumas (muitas) vezes, porém, certos personagens amados em obras de ficção provariam ser insuportáveis na vida real. Pensando nisso, decidimos criar essa lista com os 5 personagens que ninguém aguentaria se existissem de verdade.

Vamos lá!

Hermione

Hermione é o único motivo pelo qual o Harry não foi para o saco ao longo de seus sete, e surpreendemente agitados, anos em Hogwarts. Mas convenhamos: se ela estivesse na sua sala de aula, você provavelmente a odiaria com todas as forças!

Vamos imaginar o seguinte, durante a aula, o professor, querendo instigar os alunos, faz uma pergunta. Imediatamente essa patife levanta a mão, acabando totalmente com o propósito da atividade. Enquanto isso, a Corvinal nem liga, porque sabe que não precisa provar que é mais inteligente. A Sonserina pensa em uma forma de assassinar a garota. A Lufa-Lufa conversa com o crush, sem saber em que aula está. Por fim, a Grifinória fica feliz, porque acha que vai ganhar pontos, mas, na realidade, vai perder, porque a aula é do Snape e ninguém gosta de um sabe-tudo.

Viu, Hermione? Você não ajudou ninguém nessa aula! Só tirou pontos dos seus amiguinhos. Francamente! Menos dez pontos para a Grifinória!

Morpheus

Morpheus é um cara bacana, ele tira as pessoas da Matrix e os apresenta para o mundo real, que é muito mais aterrorizante (?). Mas você já parou para notar que ele fala única e exclusivamente através de monólogos e frases de efeito?

É isso aí. Todos os “diálogos” com Morpheus são, na verdade, discursos, que ele conjurou sabe-se lá de onde. E se você tentar estabelecer uma conversa normal, se ousar falar alguma coisa o contestando – e pode ser um bom argumento seu, não importa – ele vai responder algo como: será mesmo? E o papo acaba. Ele coloca os óculos escuros e olha para o horizonte, ou pula para o prédio mais próximo.

A verdade é que ninguém aguentaria uma semana com o Morpheus. Mas tudo bem, nós ainda te amamos, Morphy.

Sherlock

Benedict Cumberbatch foi a melhor coisa que aconteceu a Sherlock Holmes desde que Sir Arthur Conan Doyle escreveu o Cão dos Baskerville. Ele captura perfeitamente a alma do personagem e a transpõe para os dias atuais, criando uma figura apaixonante, viciante, mas que seria insuportável na vida real.

Para começo de conversa, não teria conversa. Ele mandaria você ficar quieto por estar poluindo o ar com sua estupidez vociferada, isso quando não te ignorasse solenemente, ou te tratasse como um escravo. Para piorar, mesmo se vocês fossem amigos (duvido muito), ele acabaria com seu dia percebendo um detalhe miserável na sua aparência ou jeito, somente para anunciar para a sala inteira que você fez aquela coisa, ou está se sentindo daquele jeito.

Não dá para aguentar.

Sheldon

Sheldon seria preso na vida real. Isso é fato. Isso se alguém não o matasse antes.

Além de tratar todo mundo como lixo, se sentir superior a toda a humanidade e ter os hábitos mais irritantes de todo o Cosmos, Sheldon ainda não deixa ninguém em paz. Se ele quer algo, ele vai te encher a porr* do saco até o fim dos tempos, seja batendo na sua porta, ou te seguindo e falando incessantemente, a tal ponto que você facilmente conseguiria uma ordem de restrição de qualquer juiz são.

Imagine morar com esse sujeito? O Barney (sim, o dinossauro) ia cortar os pulsos no primeiro dia!

Darth Vader

Quem nunca cantou a Marcha Imperial quando viu o chefe chegando?

Pois é, Darth Vader é uma das figuras mais amadas de Star Wars, mas ele é a personificação do chefe insuportável. Minto. Do gerente insuportável, afinal, nem dono da ‘empresa’ ele é.

Ao ver o Vader chegando, você pode ter certeza que o esporro viria seguindo logo atrás. Você pode ter feito o melhor trabalho da galáxia (muito, muito distante), mas isso não importa. Faltou uma vírgula. Ele vai te matar.

Mas não é só isso, ele vai te interromper constantemente enquanto você estiver falando, dizendo algo como “isso não importa, eu quero resultados” (e te enforca), ou simplesmente vai virar as costas e ir embora sem dizer nada, deixando você ali, como a bela merd* que ele acha que você é.

Já falamos que ele matou criancinhas?

Comente!