Raramente embarco no trem do hype tanto de vídeo games quanto dos blockbusters mais quentes do ano. Entretanto, desde pequeno, já um fã inveterado da franquia Jurassic Park, sempre me perguntava como era possível existirem tão poucos jogos de qualidade sobre aquele universo fantástico ou até mesmo sobre a existência de um simulador que permitisse a criação de um parque temático pré-histórico assim como John Hammond havia sonhado no primeiro filme.

» Siga o Bastidores no Facebook , Instagram e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema «

Muito embora já existisse Jurassic Park: Operation Genesis, o jogo mais próximo dessa temática encantadora, não me dava por satisfeito: tinha que haver mais do que isso. A natureza precisava encontrar um meio.

Conheça seu Dinossauro

Apesar do soft reboot da franquia nos cinemas com as empreitadas de gosto duvidável sob o manto de Jurassic World, ao menos algo foi verdadeiramente bom para todo fã da franquia: os parques e os dinossauros estavam em evidência. Em 2015, com o renascer disso tudo, a Universal tateou com cuidado na nostalgia e acabou recompensada com uma das bilheterias mais expressivas da história.

Com o terreno dominado e conhecido, fica claro que o investimento em 2018 foi muito maior na campanha transmídia da obra, apostando em um marketing melhorado, brinquedos de qualidade superior (a Mattel realmente está de parabéns) e, por fim, trazendo um novíssimo jogo para fora dos limites do mercado mobile: Jurassic World Evolution é simplesmente o que todo fã estava pedindo e muito mais.

Por falta de representação aqui no Brasil, é compreensível notar como o lançamento está recebendo pouca atenção, afinal ele já estará disponível no dia 12 de junho. Ou seja, daqui a pouquíssimos dias. Para os menos familiarizados, o game se trata de um simulador que permite ao jogador a construção dos parques temáticos exatamente como nos filmes, mas conferindo identidades próprias, além de trazer certos níveis burocráticos similares aos da franquia Sim City, por exemplo.

O game é desenvolvido pelo time da Frontier Developments. Apesar do nome não evocar sentimentos fortes por falta de associação, basta uma leve pesquisa para compreender como o estúdio é excepcional em realizar jogos de simulação, afinal eles são os responsáveis pelo enorme sucesso de Roller Coaster Tycoon 3, um dos games mais clássicos e divertidos para PC, além do novo Planet Coaster, game muito prestigiado em premiações e pela comunidade. Sabendo somente dessa pequena amostra do currículo do estúdio, já é fácil ficar tranquilo e esperar um bom trabalho vindo por aí.

Um Estúdio Atento à Comunidade

Certamente um dos motivos para deixar os fãs mais desconfiados um pouco seguros é o fato da Frontier ter estabelecido uma rede de comunicação bastante intensa para ouvir o feedback dos fãs. Além disso, através de entrevistas a diversos veículos estrangeiros, o estúdio já se posicionou contra o uso de microtransações e DLCs cosméticas. A maioria do novo conteúdo, como o já programado para o lançamento de Jurassic World: Reino Ameaçado, será distribuído gratuitamente. Apenas expansões verdadeiras serão cobradas à parte, posteriormente.

Grande Diversidade de Dinossauros

Obviamente que todos os jogadores se interessam por um jogo desses diante da possibilidade de lotar o próprio parque com as mais diversas criaturas que já andaram sobre a Terra há milhões de anos. Por enquanto, quarenta espécies de dinossauros terrestres já foram confirmadas como o Triceratops, Tiranossauro Rex e Velociraptor, além de outros menos conhecidos como o Baryonix, Suchomimus ou Anquilossauro. Em primeiro momento, somente dinossauros terrestres estarão no game, mas o estúdio pretende lançar expansões com dinossauros voadores e aquáticos como expansões futuras.

Todo o Desafio de uma Gestão

Além de um modo livre, haverá um modo de campanha, mas ambos apresentarão ao jogador diversos desafios para tornar o parque mais atraente para os visitantes, afinal uma hora a quantia inicial de dinheiro secará e será preciso uma renda constante. O jogador terá que se preocupar tanto com as atrações vivas do parque – e toda a infraestrutura para manter os dinossauros felizes e sob controle, assim como terá que administrar atrações diversas como lojinhas, hotéis e restaurantes, além de comandar as três facções que te auxiliarão ao longo do empreendimento: os cientistas responsáveis por trazer os dinossauros à vida, os militares que proveem a segurança e o gerente de entretenimento/investimento para cuidar da infra estrutura inteira do lugar.

Diversas Intempéries

Ao longo do jogo, teremos à disposição as cinco ilhas do arquipélago descrito conforme os romances de Michael Crichton. As ilhas oferecerão níveis diferentes de dificuldade para estabelecer um parque funcional, porém quanto maior o risco, maior o lucro – os visitantes adoram pagar mais para arriscar o próprio pescoço. E para todo seu trabalho ir para os ares, é necessário apenas o bater das asas de uma borboleta caótica, como diria Ian Malcolm.

Tempestades e tornados podem atingir as instalações exatamente como no filme, auxiliando a deixar os bichos mais irritadiços, favorecendo que procurem meios de escapar durante uma conveniente pane elétrica ou destruição completa das grades do confinamento. O desafio sempre será diário e imprevisível.

Faça você mesmo

E justamente quando surgir algum problema, ficará a critério do jogador encarnar um personagem que vive dentro do seu parque ou simplesmente comandar a inteligência artificial resolver os problemas. O fato de podermos dirigir e consertar danos e cuidar dos dinossauros enquanto dirigimos um jipe ou pilotamos um helicóptero no sandbox é uma das sacadas mais deliciosas, afinal não teria tanta graça ficar restrito ao campo de visão isométrico clássico dos simuladores.

Quando estiver passeando dentro do próprio parque, ainda terá a chance de tirar algumas fotografias ao lado de suas criaturas prediletas!

O Terror pode Reinar… Deliberadamente

Claro que é sempre lindo e ótimo quando as coisas vão bem, mas todo fã de Jurassic Park vai querer tocar o terror vez ou outra e simplesmente deixar o inevitável acontecer ou simplesmente incentivar que tudo vire caos ao libertar os dinossauros e não tentar contê-los enquanto todos destroem o parque e se deliciam com uma infinidade de visitantes saborosos.

Além disso, de modo mais contido, é possível fazer os dinossauros lutarem entre si ao colocar espécies que são inimigas naturais ou outras territoriais, gerando eventos de grande porte para atrair mais visitantes. Esse modo agressivo de gerência é uma faca de dois gumes, pois um dinossauro irá morrer e eles custam uma tremenda quantia de fundos, porém o que sobreviver será melhor avaliado e, por ser mais perigoso, atrairá mais visitantes até seu confinamento.

Estética de Primeira Linha

Obviamente que também é agradável que um jogo não seja apenas divertido e funcional, mas que atraia aos olhos com beleza audiovisual. Felizmente, Jurassic World Evolution é uma produção realmente bastante cara feita por uma equipe inteiramente dedicada a conferir a melhor experiência possível para o jogador.

O nível de qualidade das texturas e da riqueza de detalhes já vistos em inúmeros vídeos de gameplay disponíveis na internet oferecem um panorama sólido de que estamos aguardando por algo realmente muito bem feito. Além disso, cada dinossauro possui diversas animações realistas, além de visuais diferentes – conquistados através de manipulação genética, com o desenho sonoro, em maioria, importado dos longas metragens.

O Futuro Apenas Começou

Sim, o jogo nem foi lançado ainda, mas a comunidade de fãs está preocupada com a longevidade de manutenção do jogo, afinal ele mesmo é bastante complexo e oferece uma diversidade generosa de cenários para o jogador explorar. Pelo carinho demonstrado pela Frontier com jogos como Planet Coaster e Elite Dangerous Horizons, projetos menores, mas ainda expressivos, é com tranquilidade que posso afirmar que Evolution cumprirá o que já promete no nome: evolução.

Com o sexto longa da franquia já confirmado para 2021, é muito plausível que a desenvolvedora injete conteúdo até a estreia do novo filme ou anuncie uma sequência que leve o jogo ao patamar pretendido pela própria Universal conforme o final de Reino Ameaçado promete. Mas isso você só descobrirá quando o longa estrear por aqui em 21 de junho.

O jogo estará disponível agora no dia 12 para PC, Xbox One e PS4.

Comente!