A Marvel tem um vasto catálogo no mundo dos games (já com ranking no site), mas o herói que ganha disparado em títulos solos é o amigão da vizinhança. Homem-Aranha trouxe aos videogames algumas das melhores adaptações de quadrinhos para os games de todos os tempos, misturando o combate rápido e fluído com a liberdade de balançar suas teias por todo o lado com o herói aracnídeo. Aqui estão algumas das melhores aparições do cabeça de teia ao longo da história.

» Siga o Bastidores no Facebook , Instagram e no Twitter e fique por dentro de todas as notícias! «

10. The Amazing Spider-Man

PS3, Xbox 360, Wii, Wii U, DS, 3DS, PSVita, Android, iOS, BlackBerry 10, PC

Apesar de ter recebido uma continuação direta alguns anos depois, The Amazing Spider-Man, adaptação do filme dirigido por Marc Webb e protagonizado por Andrew Garfield, foi o melhor dos dois games por ter recebido mais cuidado no seu gameplay e nos gráficos pela equipe da Beenox, dando a sensação de liberdade ao controlar o Aranha em uma Manhattan livre para ser explorada com o combate similar ao da franquia Batman: Arkham, muito comentada na época como a melhor adaptação de super-herói nos games. O jogo ainda recebeu alguns DLC’s que davam a possibilidade do jogador controlar o Lagarto, o inimigo principal do jogo (e do filme). Apesar de não ter sido espetacular (!), o jogo conseguiu ser um bom quebra-galho para compensar o fiasco do reboot cinematográfico.

9. Spider-Man and Venom: Maximum Carnage

SNES, Mega Drive

Quando ainda não haviam muitos games baseados em quadrinhos, Spider-Man and Venom: Maximum Carnage foi um dos pioneiros em usar um arco diretamente tirado das HQs e transportá-la para os videogames. Na história, Venom e Homem-Aranha se aliam a outros heróis do universo Marvel para combater Carnificina e seu bando de vilões. O jogo era um side scroller beat ‘em up tradicional desenvolvido pela Acclaim onde você podia alternar entre o Aranha e Venom através das diversas fases. E para combinar com o visual heavy metal de Carnificina, um tema para o jogo foi composto pela banda Green Jelly, além das primeiras unidades do cartucho apresentarem uma coloração avermelhada.

8. Spider-Man: Web of Shadows

PS2, PS3, Xbox 360, Wii, DS, PC

Com a geração do Xbox 360 chegando com tudo no início dos anos 2010, os fãs do Homem-Aranha estavam esperando o que a nova geração de consoles poderia trazer para o herói. E com Web of Shadows, desenvolvido pela Sheba Games e Treyarch houve uma resposta….mista, com alguns elogiando o sistema de combate e história original, e outros reclamando das escolhas dentro do jogo, travessia limitada e gráficos abaixo do esperado. Porém, a interessante história de Web of Shadows, que conta a história de uma grande invasão simbiôntica em Nova Iorque, com o Aranha recebendo ajuda de diversos heróis da Marvel para ajudá-lo em batalha. As escolhas acabavam influenciando o mundo ao seu redor, com o herói podendo seguir um caminho mais heroico ou mais caótico.

7. Spider-Man: The Videogame

Arcade (Sega System 32)

Dos quadrinhos para os arcades! Spider-Man: The Videogame, produzido pela SEGA e lançado em 1991 nos fliperamas americanos contava com um side scroller beat ‘em up que podia ser jogado com até 4 pessoas. Controlando Homem-Aranha, Gata Negra, Gavião Arqueiro e Namor, o jogo alternava entre a perspectiva clássica do gênero com algumas partes focadas em plataforma, onde a perspectiva da câmera alternava para uma vista mais distante dos personagens. O jogo tinha basicamente uma compilação dos melhores vilões do herói, com Rei do Crime, Electro, Lagarto, Venom apenas para mencionar alguns.

6. Spider-Man

PS2, Xbox, GameCube, GBA, PC

É como diria Tio Ben: com grandes filmes, vêm grandes jogos…ou quase isso. Sendo a adaptação do filme de estreia do Aranha nos cinemas, Spider-Man de 2002 produzido pela Activision trazia uma fórmula que já vinha dando certo nos títulos tridimensionais do herói na geração anterior, com alternância entre fases em locais fechados, onde o gameplay focava na parte da ação, e algumas em locais abertos, com o Aranha atravessando o topo da cidade para alcançar o próximo objetivo. Expandindo a história do filme, o jogo tinha outros vilões fora o Duende Verde, como Shocker, Escorpião e Abutre. E é claro, o inimigo principal do filme, o Duende Power Ran…desculpe, o Duende Verde, interpretado pelo assustador Willem Dafoe.

5. Spider-Man 2: Enter Electro

PS1

Após o sucesso do game de estreia do Homem-Aranha nos consoles 64-bits, sua continuação continuou o sucesso com Spider-Man 2: Enter Electro. Com o controle de Electro e sua gangue pela cidade, o Aranha precisa da ajuda de outros heróis Marvel para vencer os inimigos. Em 23 fases repletas de porradaria e superpoderes, o jogo expandia a ideia do primeiro (e agora desenvolvido pela Vicarious Vision ao invés da Neversoft), com fases tridimensionais muito bem elaboradas e algumas modificações em combos e movimentos, além da possibilidade do herói enfrentar os bandidos em fases nas ruas da cidade, o que antes era apenas limitado a topos de prédios e armazéns fechados. A ideia de desbloquear roupas para o Aranha também era algo viciante e que trazia memórias para quem conhecia o histórico do herói nos quadrinhos. Apesar do sucesso, o game ficou limitado ao PS1, com a versão de Dreamcast, PC e Nintendo 64 sendo cancelada.

4. Spider-Man: Shattered Dimensions

PS3, Xbox 360, Wii, DS, PC

Se jogar com um Homem-Aranha já era divertido, imagina com quatro? Shattered Dimensions foi surpreendentemente o melhor game do Aranha em anos por justamente focar seu gameplay em partes individuais e esquecer um pouco a ambição (que muitas vezes se mostrou precipitada) de um mundo aberto. No game desenvolvido pela Beenox, você controla 4 versões do Aranha baseadas nos quadrinhos; a versão Amazing, Ultimate, Noir e 2099. Em fases lineares focando em vilões de cada era, o gameplay e visual também alternavam; o preto e branco do Noir focado no stealth; o 2099 em acrobacias em uma cidade futurista; o Ultimate, com gráficos cel-shaded e gameplay focado no uniforme simbionte do Aranha; e o Amazing, com o colorido e vibrante e jogabilidade clássica dos jogos do Aranha. Diversidade no gameplay, vilões e história.

3. Spider-Man

PS1, Dreamcast, N64, GBC, PC

Quem diria que os desenvolvedores por trás da franquia Tony Hawk seriam as pessoas certas para adaptar o universo do Homem-Aranha em um mundo tridimensional. Os desenvolvedores da Neversoft souberam aperfeiçoar o gameplay e utilizar as limitações dos consoles da época para criar uma experiência legítima do herói. Em um beat ‘em up em locais fechados e a clássica movimentação “acima das nuvens” pela cidade de Nova Iorque, Spider-Man consistia de algumas fases onde o Aranha precisava chegar até o fim, enfrentando clássicos inimigos como Venom e Dr. Octopus. Havia também o fanservice para os fãs das antigas, com roupas alternativas que podiam ser desbloqueadas alcançando diferentes objetivos no jogo. Algumas roupas (como a Ultimate, 2099, Scarlet e até mesmo a Bag-Man) davam habilidades extras ou boosts de energia. O amigo da vizinhança já tinha recebido vários jogos até então, mas foi só aqui que ele entrou para o ranking das melhores adaptações de heróis para os videogames.

2. Ultimate Spider-Man

PS2, Xbox, GameCube, GBA, NDS, PC

Se estivermos falando de um game que literalmente consegue adaptar o sentimento de se estar lendo um quadrinho do Aranha, Ultimate Spider-Man é o exemplo perfeito disso. Em um game de mundo aberto com visual cel-shaded desenvolvido pela Treyarch, acompanhamos o jovem Peter Parker aprendendo a lidar com seus poderes, enquanto os clássicos vilões aparecem para atrapalhar seu dia. Como uma adaptação da fase Ultimate, alguns inimigos tem um visual bem diferente do que estamos acostumados. Como o Besouro, que aqui tem uma roupa robótica mais parecida com o Homem de Ferro, e o Duende Verde, uma criatura verde bestial gigante que mais parece o Hulk. E em algumas partes da história, a liberdade de passear por Nova York com o Aranha era alternada com o gameplay mais “pesado” e voltado para o combate corpo a corpo de Venom. Livre, com ótimo gameplay e história e um visual único, poucas vezes o material original foi tão respeitado como nesse título.

1. Spider-Man 2

PS2, Xbox, GameCube, PSP, GBA, DS, PC, N-Gage, Mac OS X

Spider-Man 2  foi especial em diversos sentidos. Além de ser o melhor filme do herói até hoje (com ranking dos filmes já feito aqui no site), também tivemos a melhor adaptação do herói nos videogames, ampliando o gameplay para o mundo aberto e dando a sensação de como seria jogar com um herói cheio de grandes responsabilidades. Adaptando e expandindo a trama do segundo filme dirigido por Sam Raimi, Spider-Man 2 contava também com algumas tramas paralelas aos momentos chave do filme, colocando o herói para enfrentar vilões icônicos como Rhino, Shocker e a Gata Negra, além de contar com a dublagem dos atores originais do filme.

Mas é claro que o grande destaque do game foi seu mapa de Manhattan construído pela Treyarch perfeitamente para oferecer um verdadeiro playground para o Aranha, com tarefas secundárias que enriqueciam a experiência, como salvar pessoas de assaltos, impedir roubos de banco e até capturar balões para as crianças. Balançar a teia (e que agora realmente grudavam nos prédios, ao invés de apenas “grudar” no céu como nos jogos anteriores) nunca foi tão divertido e até hoje a experiência de ser o Homem-Aranha não foi batida por nenhum game depois. Quem sabe o futuro game para PS4 desenvolvido pela Insomniac seja o sucessor no trono dos melhores games do herói.

E fechamos a lista!

Deixamos algum game do Aranha que você gostava? Comente!

Comente!