Games que adaptam filmes e franquias multimídias nunca foram considerados obras de arte. Mas um estúdio que pode se gabar de ter títulos considerados clássicos na história dos videogames e que marcaram milhares de infâncias através do tempo é a Disney, que já trabalhou com desenvolvedores conceituados para entregar títulos inovadores e que faziam jus à reputação da empresa.

» Siga o Bastidores no Facebook , Instagram e no Twitter e fique por dentro de todas as notícias! «

E o que também falar da Pixar? Apesar de ter menos títulos, o estúdio também recebeu alguns clássicos, especialmente se contarmos com a franquia Toy Story.

Resolvemos separar os melhores títulos dos dois estúdios. Aqueles que nos fizeram entrar nos nossos mundos favoritos e gastar horas e horas na frente da tela jogando com os heróis e princesas da Disney/Pixar. Então pegue seu chapéu de aprendiz de feiticeiro e vamos para a lista!

10. Hercules

PS1, PC, Game Boy

Muito antes de God of War aparecer no mundo dos games, Hercules, adaptação da clássica versão Disney da mitologia do semideus grego, foi lançado pelas mãos da Virgin Interactive, um dos estúdios mais famosos por sua parceria com o estúdio Disney. Em um jogo que misturava fases de plataforma side scroller 2D com telas tridimensionais, a história seguia fielmente os eventos do filme, mostrando a jornada do jovem Hercules para se provar ao seu pai, Zeus. Com lindos sprites 2D para a época, o jogo capturou soube capturar muito bem a essência descompromissada e colorida da animação.                           

9. Toy Story 2: Buzz Lightyear to the Rescue

PS1, N64, Dreamcast, PC

Toy Story 2: Buzz Lightyear to the Rescue, desenvolvido pela Traveller’s Talesé um jogo de plataforma 3D onde você controla Buzz em busca do seu querido amigo cowboy. Seguindo mais ou menos a trama do filme, Buzz precisa chegar até a casa do colecionador (e homem-galinha) Al. O game tem telas enormes tridimensionais com diversos coletáveis e objetivos secundários que o jogador precisa concluir para conseguir 100%. No final de cada tela (15 no total), você enfrenta um boss, geralmente um brinquedo gigante doido para atacar Buzz. Com boas mecânicas de plataforma e telas criativas, é um daqueles jogos que te transportam para o espírito do filme. Quem nunca quis visitar o quarto do Andy, não é mesmo?

8. Epic Mickey

Wii

Epic Mickey poderia estar em um lugar muito acima na nossa lista, já que o potencial dele na época que foi anunciado era gigantesco. Concebido pelo designer Warren Spector (criador do primeiro Deus Ex e da franquia System Shock) em parceria com a equipe de Junction Point Studios, o jogo tinha a fascinante premissa de Mickey caindo no mundo dos personagens “descartados” do universo Disney. Lá, ele encontraria personagens esquecidos pelo tempo, e vilões e criaturas que misturavam conceitos de diversas franquias, em visuais sombrios e até mesmo perturbadores para o padrão da empresa. Em um interessante sistema de reputação, Mickey fazia com que os inimigos desaparecessem ou fossem “purificados” através de seu pincel mágico, sua arma principal. O jogo entregou decentemente boa parte do que prometeu, apesar de algumas críticas sobre seus sistemas de plataforma e com uma sequência que acabou tirando a essência do jogo ao invés de melhorá-la.

7. Toy Story 3

PS2, PS3, Xbox 360, Wii, PSP, DS, PC, Mac

Ao contrário do último game, esse pegou todo mundo de surpresa. Com Toy Story 3, desenvolvido pela Avalanche Studios, o título surpreendeu por não se basear inteiramente no terceiro filme da série de bonecos da Pixar, com sua trama se passando no mundo imaginário de Andy (aquele da cena inicial do filme) ao invés de mostrar os pequeninos personagens no mundo real. Com boas mecânicas, o modo campanha não era a única coisa que  o título trazia, já que havia o modo Toybox, que entregava uma área onde o jogador poderia colocar sua criatividade a prova e criar fases únicas com um kit de itens e personalização do cenário. Muito elogiado na época que saiu, o modo seria o primeiro passo para o que viria a ser a base de Disney Infinity.

6. Castle of Illusion Starring Mickey Mouse

Mega Drive, Master System, Game Gear

Um dos jogos que estabeleceram o Mega Drive como uma potência no mercado de games, Castle of Illusion foi o primeiro de uma série de jogos estreladas pelo camundongo que fariam os consoles da SEGA para muitas crianças na época. Nesse primeiro título, Mickey precisa salvar Minnie de uma bruxa chamada Mizrabel passando por seis níveis e enfrentando os capangas da vilã a cada final de fase. As fases de plataforma impressionavam na época pela animação e cuidado nos detalhes, trazendo elementos recorrentes dos filmes da Disney mas criando cenários próprios. O jogo fez tanto sucesso na época que recebeu um remake em 2013 para PS3, Xbox 360 e PC.

5. The Lion King

NES, SNES, Mega Drive, Master System, Game Boy, Amiga, PC

Vida longa ao rei! A adaptação para os games de uma das animações mais importantes do estúdio Disney saiu como ótimo título nas mãos da Virgin Interactive. Acompanhando a trajetória de Simba e sua jornada para se tornar o Rei Leão, o jogo de plataforma side scroller consistia em 10 fases, com seis com ele criança e 4 com Simba já adulto. E como a trajetória para se tornar o rei da selva não é fácil, o game continha partes bem difíceis, como a tela inspirada na canção “O Que Eu Quero Mais É Ser Rei”, onde o jogador precisava decorar uma ordem de animais específica para conseguir sair da pilha de animais.

4. Goof Troop

SNES

E no meio de tantos jogos adaptando filmes clássicos, o Pateta chega na frente de muitos com um game simples mas muito divertido. Goof Troop, desenvolvido pela Capcom em 1993, contava com um game de puzzle 2D onde o jogador precisava enfrentar inimigos arremessando objeto na direção deles. A mecânica simples ficava mais interessante com o multiplayer cooperativo do jogo, onde os dois jogadores precisavam se juntar para descobrir como fazer tal item chegar no inimigo ou empurrar um objeto para que ele fique acima da marca no chão e abra a porta para avançar. Simples e eficiente, Goof Troop é celebrado até hoje como um dos melhores títulos Disney da geração SNES.

3. Disney Infinity

PS3, PS4, Xbox 360, Xbox One, Wii, Wii U, N3DS, PC, iPad, Apple TV

Após o sucesso de Toy Story 3, a Disney resolveu entrar no mundo dos games toys-for-life e criou um de seus títulos mais ambiciosos. Disney Infinity, desenvolvido pela Avalanche Software, tinha como base um sistema onde o jogador usava brinquedos reais para controlar diferentes personagens no seu game. O título misturava um gameplay de aventura em terceira pessoa com um engenhoso sistema de criação de fases chamado ToyBox. Além deles, haviam os PlaySet, fases inspiradas nos filmes dos brinquedos do jogo. Recendo três versões ao longo do tempo, o mundo de Disney Infinity foi povoado por personagens de diversas franquias, tanto da Disney quanto da Pixar, recebendo até mesmo os heróis Marvel e os personagens do universo Star Wars em sua última versão. Infelizmente a franquia foi cancelada pela Disney após o terceiro jogo, deixando um gostinho de quero mais para muitos gamers.

2. Aladdin

NES, SNES, Mega Drive, Game Boy, Color e Advance, Amiga, DOS

Aladdin não recebeu apenas um ótimo jogo adaptando seu longa animado, mas dois! Em uma época onde era comum que jogos lançados em múltiplas plataformas fossem criados por diferentes estúdios, Aladdin acabou recebendo versões bem distintas no SNES e Mega Drive. Enquanto no primeiro, o jogo foi desenvolvido pela Capcom, o segundo teve sua versão criada pela Virgin Interactive (a mesma de The Lion King). Os dois estúdios acabaram entregando jogos que, apesar de seguirem a mesma trama do filme e compartilharem das características de um side scrolller 2D, tinham gráficos e mecânicas bem diferentes.

A versão da Virgin, por exemplo, teve seus sprites feitos em parceria com o próprio estúdio de animação Disney, sendo o mais fiel e vislumbrante dos dois. Enquanto o jogo da Capcom tinha uma trilha sonora marcante e fases que lembravam títulos como o Prince of Persia original. Apesar das brigas de fóruns entre os fãs das duas versões até hoje, as duas versões são consideradas verdadeiros clássicos dos 16-bits e devem ser jogadas para quem é fã de um bom jogo de plataforma.

1. Duck Tales

NES, Game Boy

Se estamos falando de um game que marcou uma geração de consoles e se estabeleceu como um clássico do gênero, Duck Tales é o número 1! Inspirado no desenho matinal protagonizado pelo Tio Patinhas e seus três sobrinhos, o título foi desenvolvido pela equipe da Capcom que tinha concebido os primeiros jogos de Mega Man, emprestando as mecânicas de plataforma do robô azul e acrescentando o interessante sistema de pular e atacar seus inimigos ao mesmo tempo com a ponta da bengala do Tio Patinhas.

Considerado até hoje um dos títulos seminais da geração 8-bits e o início de uma parceria prolífica entre Capcom e Disney, o game foi um sucesso comercial e de crítica, que elogiou o game design perfeito das 5 fases do título, além da icônica trilha sonora composta Hiroshige Tonomura, lembrada até hoje pelos gamers nostálgicos (com a Moon Theme sendo a mais famosa). Recebendo uma continuação e um remake para o PS3, Xbox 360 e PC em 2013, Duck Tales continua preservado na memória de muitas gerações que cresceram assistindo e jogando com os melhores caçadores de aventuras.

Menção Honrosa

Kingdom Hearts (Franquia)

PS2, PS3, PS4, GBA, NDS, PSP, Mobile

O título não ficou no nosso top 10 por não ser exatamente um título 100% Disney, mas se fôssemos incluir as aventuras de Sora, Donald e Pateta (ou Goofy no original) no ranking, definitivamente o jogo estaria no top 3. O RPG de ação desenvolvido pela Square Enix é talvez a maior homenagem que o estúdio já recebeu nos videogames, com cada título da franquia contando com diversos mundos inspirados nos maiores clássicos da empresa. Sora, o protagonista do game, precisa visitar vários mundos Disney e salvá-los das criaturas Heartless. Kingdom Hearts sempre conseguiu capturar muito bem a essência de cada universo Disney e integrá-los de forma coesa em sua própria mitologia, criando assim um universo rico e nostálgico para qualquer um que cresceu com algum filme da casa de Mickey Mouse. E enquanto esperamos o terceiro título da série sair, sempre podemos rejogar os melhores títulos de Kingdom Hearts, que apesar da idade, ainda permanecem ótimas portas de entrada para o universo Disney.

E você, lembra de algum título dos estúdios que marcou sua infância e não colocamos aqui? Comente abaixo!

Comente!