Poucas franquias têm um caminho tão conturbado quanto O Exterminador do Futuro. Seja por diferenças criativas entre James Cameron e produtores ou infinitas disputas por seus direitos autorais, que já fizeram a saga de ficção científica trocar de estúdio inúmeras vezes, os filmes que iconizaram Arnold Schwarzenegger como um androide viajante do tempo já oscilaram muito em qualidade.

» Siga o Bastidores no Facebook , Instagram e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema «

Então, fizemos aqui nosso ranking dos filmes da série, do pior ao melhor.

Confira:

5. O Exterminador do Futuro: Gênesis

Na tentativa de rebootar a franquia e começar uma nova linha temporal, Alan Taylor e o time da Paramount Pictures entregam um monstro bizarro. Ainda que agrade por ter Schwarzenegger de volta como um androide envelhecido, Gênesis traz uma narrativa confusa e que não faz o menor sentido em sua proposta desnecessariamente complexa, além de pecar na escolha do elenco principal (Emilia Clarke e Jai Courtney, péssimos) e na reviravolta absurda envolvendo o John Connor de Jason Clarke. Uma tentativa desesperada e tola de se tornar relevante.

4. O Exterminador do Futuro: A Salvação

Quando a fórmula saturou, A Salvação enfim largou a viagem no tempo e concentrou-se apenas no futuro apocalíptico da guerra entre humanos e máquinas. Mas por mais saborosa que seja sua premissa, o quarto filme da série não consegue viver à expectativa. Um roteiro amarrotado acaba ficando no caminho de uma condução muito eficiente e uma mitologia vasta, mas temos bons momentos quando o filme de McG se dedica exclusivamente à ação. É uma pena que o resultado seja apenas mediano, e realmente fica a torcida para que algum diretor mais eficiente ofereça uma abordagem Mad Max a este material.

3. O Exterminador do Futuro 3: A Rebelião das Máquinas

Marcando a primeira aventura sem o envolvimento de James Cameron, o terceiro filme não é lá muito inovador. Mas ainda que não ofereça grandes novidades, A Rebelião das Máquinas é capaz de divertir e entreter graças às boas cenas de ação e sua fidelidade à fórmula consagrada do segundo filme. Não arrisca conceitos macarrônicos e espalhafatosos como as novas inteirações da franquia, entregando uma experiência eficiente e que é capaz de matar saudade do T-800 de Schwarzenegger, além de trazer uma boa execução visual e um final ousado que é bem sucedido em sua quebra de expectativas.

2. O Exterminador do Futuro

Uma das histórias mais inspiradoras para fãs do cinema, O Exterminador do Futuro mostra que uma grande ideia pode ser realizada e executada com criatividade. Contando com a ajuda de colaboradores que se tornariam tão importantes quanto ele, James Cameron cria uma pérola inestimável que lançou uma das franquias mais adoradas e originais da ficção científica, oferecendo um tipo de narrativa coeso e surpreendente à sua própria forma; sem falar no poder de Arnold Schwarzenegger em dominar a tela como um androide assassino.

1. O Exterminador do Futuro 2: O Julgamento Final

Uma decisão que pode desagradar a alguns, mas que é difícil de se negar. No grande pavilhão das grandes sequências do cinema, O Exterminador do Futuro 2 merece um lugar de honra. Assim como mudou completamente a fórmula e o estilo de Alien com sua empolgante continuação, James Cameron faz o mesmo com este filme muito especial, que não deve em nada àquele que é seu projeto de entrada em Hollywood. Acerta na ação explosiva, no roteiro coeso e na bela e simplificada discussão sobre a natureza da humanidade. Um alto nível que todo blockbuster pipoca deveria almejar, e que deve ser motivo de orgulho para seu implacável realizador.

Concorda com o nosso ranking? Qual o seu filme preferido da saga?

Comente!

Leia mais sobre O Exterminador do Futuro

Comente!