De todos os diretores de nova safra trabalhando hoje, Denis Villeneuve se mostrou um cineasta de até longa data que finalmente em anos recentes vem demonstrando a cada filme um talento único para contar suas histórias e retratar seus personagens. Oras sombrio, misterioso, brutal e contemplativo, e surpreendente profundo e complexo. Pode estar muito longe de ser um mestre, mas sim um diretor de enorme talento de tornando grande casa vez mais.

» Siga o Bastidores no Facebook , Instagram e no Twitter e fique por dentro de todas as notícias! «

E aqui estão reunidos todos os filmes da carreira desse talentosíssimo diretor, rankeados do “pior” ao melhor.

Confira:

9. Redemoinho (2000)

Talvez a obra mais experimental do diretor, que ousa brincar com o desconforto de seu público se usando de técnicas da fotografia desaturada e a montagem não linear em sua narrativa “filosófica”, lidando com temas de culpa e morte de forma quase claustrofóbica. Talvez não funcione por completo, mas até em sua investida de filme “indie-artístico” Villeneuve já mostrava sua veia artística apurada.

8. 32 de Agosto na Terra (1998)

Logo em seu primeiro longa, Villeneuve já mostrava sua veia artística autoral florescendo e buscando sua voz artística. E nessa pequena, esquisita e bela história de amor vemos esse jovem promissor diretor ressuscitando muito do espírito dos road-movies americanos setentistas, ao invocar questões de desencontros e segundas chances de forma bela e contemplativa. Não o seu melhor, mas uma pequena pérola para se descobrir do diretor.

7. Politécnica (2009)

Um filme documento que atinge sem piedade na dor que seu evento retratado desperta. E, mesmo que não aflore tão bem narrativamente seus personagens, Villeneuve filma a tragédia de forma artística e emocionalmente dolorosa ao ponto de tornar seu filme uma verdadeira experiência inesquecível, e angustiantemente imersível.

6. Sicario: Terra de Ninguém (2015)

De todos os thrillers policiais que podemos ver hoje, poucos são como os de Villeneuve que, apesar de um roteiro e trama rasa, consegue construir tensão de forma absolutamente enervante e soberbamente dirigido. E de sobra ainda ter um leque de excelentes atuações de um elenco não menos que fantástico, com um Benicio Del Toro rouba cenas, e ter uma fotografia EXUBERANTE de Roger Deakins. Não é perfeito, mas certamente uma experiência especial!

5. Homem Duplicado (2014)

O filme mais David Lynchiano feito em anos. Villeneuve aqui resgata sua fase experimental e realiza um quebra cabeças cinematográfico de primeira qualidade. Que enche o espectador de perguntas e nulas respostas, e assim conquista a atenção e reflexão de seus temas diversos sem nunca soar pretensioso e sim extremamente intrigante. Com certeza não para todos, mas um dos filmes mais completos do diretor.

4. Incêndios (2010)

O primeiro filme que Villeneuve finalmente mostrou ao mundo o tipo de diretor que era. Que instiga a atenção de seu público de forma instantânea e o embarca nessa jornada sobrecarregada de dor, mistério e a violência. Talvez frágil em sua narrativa em certos momentos, mas que promete intrigar, surpreender e emocionalmente destruir aqueles que se investirem nessa viagem em um mundo dominado pelo ódio e a guerra onde todos são vítimas.

3. Os Suspeitos (2013)

O thriller e mistério dramático que leva o expectador em uma sombria jornada pela dor da perda e a violência. Invocando a tortura emocional e psicológica de filmes como Sobre Meninos e Lobos, e o mistério incessante de Zodíaco e Se7en, Os Suspeitos pode não ser perfeito, mas é o filme de Villeneuve que te coloca dentro do mundo de seus personagens, com soberbas performances do elenco, e te faz sentir cada dor causada pela violência que lhes assombra e de seus próprios atos.

2. Blade Runner 2049 (2017)

A continuação que ninguém pediu mas que Villeneuve se mostrou mais do que capaz para comandar tão soberbamente como demonstra aqui. Onde mostra respeitar e referenciar o seu filme original ao mesmo tempo que nunca tenta emula-lo. E expande seu universo com novas e riquíssimas idéias em uma escala visual exuberante e um drama íntimo e trágico com algumas excelentes performances. Uma das melhores continuações e um dos melhores filmes do seu diretor!

1. A Chegada (2016)

Eis que se culmina no melhor feito que Villeneuve já criou em sua carreira. A ficção-científica que resgata alguns dos melhores elementos de anos de seu vasto género, e cria uma história invocativa e pretensiosa em seus temas existencialistas mas refinada com uma sutileza e intimidade dramática tão emocionalmente rica. Carregada por uma performance central não menos que soberba de sua estrela Amy Adams. Inspirador e inesquecível para todos aqueles que abraçarem esse grande filme de um grande diretor!

Concordou com nossa ordem? Qual seu filme favorito de Denis Villeneuve?

Comente!