Então….eu não vou tentar aqui discutir a qualidade um tanto divisiva (é divisiva?) de Michael Bay como diretor aqui. Consigo dar créditos ao homem por realmente querer fazer sempre o filme que quer sem se importar nem um pouco com o que o público ou crítica vai pensar, com grande parte achando que são ruins (o que até que são mesmo…). Mas isso nunca o impediu de faturar milhões, e isso também não vai nos impedir de rankear aqui os filmes desse gran…divertido diretor. E lá vamos nós!

» Siga o Bastidores no Facebook , Instagram e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema «

13. Transformers: A Vingança dos Derrotados (2009)

Ok, se o primeiro filme conseguia ser um decentezinho blockbuster, sua continuação aqui é um verdadeiro filme de Michael Bay. Ou seja, dane-se qualquer mitologia que involva o univeso de origem dos Tranformers e seus carismático personagens, isso aqui é um filme de aventura sobre um jovem estudante rumo a desvendar os segredos ocultos da antiguidade da humanidade e ajudar seus amigos robôs alienígenas e salvar o universo recheado de ação pirotécnica e constantes saturadas explosões, e inúmeras piadas de esteriótipos. Agora você decide se isso é um perfeito caça níquel embuste ou uma bela sessão da tarde!

12. Transformers: O Último Cavaleiro (2017)

É difícil julgar um produto que aqui apenas se torna e mostra ser mais e mais do exato mesmo já cansativo filme de robôs gigantes se matando em explosivas e frenética ação com personagens humanos cheios de piadinhas sem graça. Para os fãs talvez seja um prato cheio e para outros uma boa distração, mas como filme… apenas parta para outra coisa logo de uma vez, senhor Bay.

11. Transformers: A Era da Extinção (2014)

A monstruosidade bélica que prova os níveis de exagero que um filme blockbuster pode chegar sem qualquer limites de pudor. E que não importa sua quase inexistente rasa qualidade; legiões de pessoas pagaram para ir assistir. O poder dessa franquia sob a tutela automática de Bay é muito estranho e aparentemente mágico.

10. Transformers: O Lado Oculto da Lua (2011)

Parece que a derrocada de questionável qualidade do último filme não foi o suficiente para impedir O Lado Oculto da Lua se tornar uma das maiores bilheterias da história. E tirando outra trama bem descartável com seu protagonista procurando emprego (nem me pergunte…) e robôs transformers serem envolvidos com o Apollo 11 (Ok, isso até que é interessante), o filme até que consegue divertir quando vemos um exército de robos batalhando numa Chicago inteira se tornando ruínas e prédios desmoronando em total pirotecnia, e isso é sempre legal de se ver! (não vejo ninguém reclamando sobre isso aqui, só quando é Homem de Aço…).

9. Pearl Harbor (2001)

Creio que a enorme tentativa de Bay ir para o Oscar com esse dramalhão em escala épica; elenco de estrelas gigante e duração monstruosa de 3 horas e 15 de duração e ainda capturar um momento histórico trágico da história americana durante a segunda guerra mundial. Com tudo isso dito…foi mesmo uma boa tentativa. Mas o roteiro irritantemente mal escrito e um romance triângulo amoroso longe de ser convincente. E isso tudo durante três horas de filme sobre o ataque em Pearl Harbor que só acontece no meio do filme…paciência é uma virtude. Mas pelo menos a cena do ataque é beeem dirigida e até divertida (?!) de se assistir, e com acompanhado de uma bela trilha de Hans Zimmer.

8. Armageddon (1998)

O filme desastre/exploração espacial aventuresca que carrega uma surpreendente carga dramática relacionável numa ótima performance e presença de Bruce Willis, que nos fazem quase totalmente esquecer da ruindade quase irritante que temos no romance forçado de Ben Affleck com Kate Beckinsale e uma trama com mais furos que um meteoro. Mas dá pra se divertir mesmo sentindo uma dorzinha de cabeça.

7. A Ilha (2005)

Aquele caso onde o diretor pega uma trama interessantíssima de ficção científica e recheada de camadas complexas a serem exploradas…mas apenas temos um filme de ação cheio de explosões e um romance dramático no cerne do filme pisando por cima de uma trama interessante. Mas até que meio que diverte em certos momentos…

6. Transformers (2007)

Oh sim, o filme que deu início à esse tsunami gigantesco de dinheiro para essa franquia de robôs falantes que se transformam em carros, sob a direção explosiva politécnica de Michael Bay. Mas diferentemente dos outros filmes da franquia que o sucederam, esse primeiro filme consegue ser sim um bem decentezinho blockbuster de ação e aventura. Talvez Bay estivesse mais “neutro” na direção ou o roteiro de Roberto Orci e Alex Kurtzman salvam a decência de tudo, mas uma coisa é certa: os exageros são platônicos, mas a diversão é garantida!

5. Bad Boys II (2003)

Literalmente o dobro de TUDO que o primeiro filme já era. Ou seja, o dobro das piadas estereotipadas; o dobro das explosões, tiros e violência (esse quase ao ponto do humor negro); e um verdadeiro manjar visual estilizado de câmeras rotativas, coloração saturada na fotografia e quase sucessivas câmeras lentas até fora da ação. Mas ei, Martin Lawrence e Will Smith contracenando juntos é mesmo bem divertido e o humor bobo aqui realmente faz soltar umas risadas. Acho que no final é um gosto adquirido, o filme tem tudo pra você odiar ou desligar o cérebro e se divertir horrores com ele.

4. 13 Horas: Os Soldados Secretos de Benghazi (2016)

Por mais fraco que seja narrativamente, o respeito que Bay se aproxima aqui em adaptar essa história é bem notável e consegue criar personagens dramáticos um tanto interessantes mesmo no meio de constantes e até tensos tiroteios. Olha só…Michael Bay pode mesmo chegar perto de ser considerado um decente diretor de personagens quando quer, ou tenta.

3. Bad Boys (1995)

O primeiríssimo longa de Bay já mostrava muito de seu particular estilo visual com suas rotações de câmera mirabolantes; câmera lenta inesperadas e a narrativa recheada de piadas de estereótipos entre outras polêmicas. Mas pelo menos a dupla central de Martin Lawrence e Will Smith possuem uma divertidíssima química e torna o longa bastante assistivel!

2. Sem Dor, Sem Ganho (2013)

Dando uma ligeira pausa nos valores astronômicos de produção com seus Transformers e volta à suas origens de baixo orçamento e adaptar essa história de crime e a jornada ao sucesso e sua derrocada com um ótimo Mark Wahlberg como protagonista dividindo a tela com um carismático Ed Harris e um hilário Dwayne Johnson. Mas…retratar essa história tão sombria que causou tantas vítimas com esse tom de humor negro e visual estilizado é cheiro tóxico de polêmica flamejante de longe. Mas há quem defenda dizendo que se trata de um filme sátira e talvez o melhor do diretor. No que se refere a Michael Bay…acho que é só escolher gostar ou odiar o que se tem aqui.

1. A Rocha (1996)

Sem sombra de dúvidas o filme que Bay nasceu para fazer! Todos seus exageros pirotécnicos encaixam aqui como uma luva e tornam esse um dos filmes de ação mais estupidamente divertidos de todos os tempos que John Woo gostaria de ter feito em sua fase americana! Ah, e temos na dupla mais improvável de protagonistas Nicolas Cage e Sean Connery batendo de frente com um vilão altamente carismático de Ed Harris. Como não amar sem vergonha alguma?!

Acharam uma ordem coerente com a qualidade do diretor? Ou é tudo ruim que nem importa? Não deixe de comentar!

Comente!