Desde a compra por parte da Comcast-NBCUniversal, a Dreamworks anda relativamente instável. Famosa por animações de grande qualidade como Shrek, Como Treinar Seu Dragão Kung Fu Panda, o estúdio de animação está em uma situação delicada produzindo cada vez menos filmes. Já sua fatia oriental chamada de Oriental Dreamworks, está em uma situação ainda mais incerta.

» Siga o Bastidores no Facebook , Instagram e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema «

Segundo o Financial Times, o conglomerado Universal tem interesse em se livrar de 45% da fatia de ações que herdou quando a Comcast comprou a Dreamworks no ano passado. O restante dos 55% das ações é comprado por investidores chineses e o grupo de entretenimento China Media Capital. 

Esse impasse ocorre por conta das difrenças drásticas de estratégias de mercado entre a Universal e o grupo chinês CMC. Como se sabe, a Universal já possui produtoras especializadas em animação e possui outros interesses na China em vez de focar em manter um estúdio que produziu somente um filme até agora: Kung Fu Panda 3.

O jornal informa que o CEO da CMC, Li Ruigang, tem mais interesse em focar somente na China, deixando o mercado mundial de lado. A prioridade da Universal é um parque temático em Pequim, disse o CEO. 

Em março, era especulado que a CMC compraria as ações da Universal e dissolveria a Dreamworks em outras firmas pertencentes ao conglomerado chinês. Agora é especulado que a Warner esteja interessada nessa fatia para fortalecer os laços com a CMC, uma companhia que a distribuidora investe pesado. A Dreamworks Oriental era responsável pela sequência de Os Croods e de um filme chamado Larrikins, ambos cancelados. Agora é aguardar para ver o acontece em meio dessa confusão mercadológica envolvendo o estúdio de animação. 

Fonte: Variety

Comente!