Depois de uma série de acusações envolvendo grandes nomes da indústria cinematográfica de Hollywood, todos começando com o caso de Harvey Weinstein, mais um é acusado de assédio e conduta inapropriada por suas supostas vítimas. Dessa vez Morgan Freeman é o acusado de ter assediado e se comportado inadequadamente por oito mulheres, em reportagem da CNN. O jornal ouviu dezesseis pessoas, entre vítimas e testemunhas, que relatam os casos.

» Siga o Bastidores no Facebook , Instagram e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema «

Na matéria, uma assistente de produção de Despedida em Grande Estilo, longa com Freeman e Michael Caine, lançado em 2017, alegou que sofreu assédio por meses durante as gravações em 2015. Segundo a assistente, o ator teria tentado levantar sua saia, perguntando se ela estava usando roupa íntima, comportamento que seguiu uma série de comentários sobre sua aparência e roupas ao longo dos dias de filmagem.

Já uma funcionária da produção de Truque de Mestre comentou sobre situações nas quais o ator a assediou e seus colegas de equipe, fazendo, também, comentários sobre seus corpos. Ao todo foram oito vítimas escutadas pela CNN e mais oito testemunhas, incluindo jornalistas que relatam comentários impróprios do ator durante entrevistas.

A CNN tentou entrar em contato com a equipe de Morgan Freeman, mas não obteve resposta ainda.

Comente!