A história da polêmica gigantesca que a Playboy criou ao publicar uma entrevista com o compositor e maestro Ennio Morricone na qual ele acusava Tarantino de ser um verdadeiro “cretino” cujos filmes são um “lixo” parece ter chegado a um desfecho. 

» Siga o Bastidores no Facebook , Instagram e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema «

Através do THR, a Playboy admitiu a culpa e que a entrevista acabou infiel à realidade por conta do jornalista. Confira a declaração:

Até agora, considerávamos o freelancer que conduziu a entrevista com Ennio Morricone em nosso nome como um jornalista renomado tanto no impresso quanto no rádio. No passado, não tivemos razões para duvidar de sua integridade jornalística e suas habilidades. Baseando-se na informação que temos à nossa disposição, precisamos, infelizmente assumir que as palavras ditas na entrevista foram reproduzidas, em parte, erroneamente. Queremos expressar o nosso arrependimento se retratamos o Sr. Morricone em uma luz falsa. Estamos trabalhando para clarificar este assunto e explorando medidas legais.

Um caso verdadeiramente complicado, pois a revista acusa o jornalista de ter adulterado a fala de uma das personalidades mais importantes da História do Cinema. 

Agora, a novela só ganhará mais um capítulo caso o jornalista em questão venha a público com uma gravação da entrevista para provar sua inocência.

Comente!