O ano 2017 realmente foi um bom ano para adaptações de quadrinhos. Com boa recepção para quatro dos seis filmes de heróis a serem lançados este ano e diversas séries de televisão (Inumanos, Defensores, Punho de Aço, Preacher, Justiceiro) no olho do público, este deve ser um dos melhores anos para adaptações do gênero.

» Siga o Bastidores no Facebook , Instagram e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema «

No entanto, ainda existem muitos bons quadrinhos com muito material promissor que deveriam receber um bom tratamento e uma boa interpretação para as telas. Atômica Valerian são exemplos recentes de quadrinhos offstream que foram adaptados para as telonas, mas há muito mais o que explorar! Pensando nisso, o Bastidores reuniu aqui uma lista com dez HQs que merecem uma adaptação. Confira!

1 – Chrononauts

Chrononauts, escrito por Mark Millar, é uma minissérie que durou quatro edições em um arco fechado. Com uma história de viagem no tempo, bom humor e ideias novas dentro deste tema que já foi tão explorado no cinema fazem deste quadrinho um candidato gigantesco a um futuro blockbuster de sucesso nos cinemas.

2 – Y: O Último Homem

A série que durou 60 edições e foi escrita por Brian K. Vaughan acabou em Julho de 2008. No entanto, os temas que apresentou durante o tempo em que foi publicada ainda são extremamente relevantes para os dias atuais. Trazendo reflexões interessantes sobre como seria um mundo sem homens, acompanhamos a jornada de Yorick Brown e seu macaco de estimação, os dois únicos sobreviventes do sexo masculino após um misterioso evento que destrói todos os mamíferos com o cromossomo Y. Já existem conversas para adaptar de alguma forma o famoso quadrinho, mas por enquanto ainda não há nada confirmado oficialmente.

3 – Nemesis

Em outro quadrinho de Mark Millar, Nemesis, o autor imagina um personagem que mistura “a loucura de Coringa com os recursos de Bruce Wayne”. Na história, Nemesis é um super vilão que vai de cidade em cidade e desafia o chefe de polícia local através de atentados, enigmas e ataques. Somente um pode sair vivo ao fim. Também uma história curta, a ação e um roteiro interessante seriam uma ótima pedida para Hollywood.

4 – Six-Gun Gorilla

Six-Gun Gorilla foi um personagem criado em 1939 que saiu do foco dos quadrinhos e seu autor é desconhecido. Sendo domínio público nos EUA e na Inglaterra, teve uma nova série em 2013 publicada pela editora Boom! e roteirizada por Simon Spurrier. A história se passa no século 22 em um novo planeta que começa a ser colonizado visto que os recursos naturais da Terra foram exauridos. Neste local que lembra os velhos filmes de faroeste americano, a falta de lei, criminalidade e tiroteios imperam. Um gorila pistoleiro no velho oeste é o maior motivo pelo qual esta HQ merece uma adaptação cinematográfica. Existe algo mais empolgante que isso?

5 – Umbrella Academy

Escrita pelo vocalista de My Chemical Romance, Gerard Way, e desenhada pelo brasileiro Gabriel Bá, este conto extremamente imaginativo conta a história de super heróis crianças adotivas se reunindo após a morte de Sir Reginald Hargreeves, o pai adotivo. O primeiro arco de histórias conquistou prêmio Eisner de melhor arco de histórias fechado/limitado. Houveram conversas de uma adaptação para TV em 2015 mas ficou sem desenvolvimento. Recentemente a adaptação parece ter ganho casa na Netflix, no entanto, considerando a dívida em produções originais e a quantidade de cortes recentes, parece pouco provável que algo aconteça no futuro próximo.

6 – Miracle Man (Marvelman)

Inicialmente chamado de Marvelman, o personagem foi criado em 1954 por Mick Anglo, como um substituto para Capitão Marvel. Marvelman era um jovem repórter chamado Micky Moran que se encontra com um astrofísico que lhe dá seus super-poderes baseados na energia atômica. Para se transformar em Marvelman, ele fala a palavra “Kimota” (foneticamente, o inverso de “atomic”, usada no lugar de “Shazam”). No entanto, é quando Alan Moore assume as revistas do personagem em 1983 que as coisas ficam realmente interessantes. Dando um aspecto mais obscuro ao personagem e realizando o que pode ser considerado uma das primeiras “desconstruções” de um herói, Moore criou uma história com grande potencial para o cinema de heróis atual. Caso isso aconteça, torçamos para que seja mais bem recebida que as outras adaptações de Alan Moore.

7 – The Valiant

The Valiant, mais especificamente seu arco de 2014, é um excelente exemplo de quadrinhos que passam despercebidos pela maioria dos leitores que costumam ir para Marvel ou DC Comics quando pensam em comprar histórias de super-heróis. Neste arco em específico, o grupo de heróis da editora Valiant precisa se unir para enfrentar um monstro que se transforma no medo de seus inimigos. Com apenas quatro edições, a história de Jeff Lemire, veterano da Marvel, mostra novidades e reviravoltas que muitas vezes não teriam espaço para acontecer em editoras de peso. É uma refrescante história, cheia de personagens interessantes e novidades para o gênero.

8 – Sandman

Ok, Sandman não é o quadrinho mais desconhecido do mundo. Mas podemos concordar que do público geral, poucos são os que conhecem o personagem criado por Neil Gaiman nos anos 90 que até hoje influencia o mundo das graphic-novels. Com elementos fantásticos, horror, violência e tratando de temas extremamente tabu para a época em que foi lançada, a história de Sandman continua sendo, para muitos, uma das melhores já contadas em seu meio. Recentemente houveram conversas de uma adaptação live action produzida por Joseph Gordon-Levitt. No entanto, após comentar sobre divergências criativas, o produtor e ator deixou seu envolvimento com a produção.

9 – 100 Balas

Escrita por Brian Azzarello, veterano da DC Comics, a história lida com diversas pequenas histórias e um personagem central, o Agente Graves. A ideia destas histórias é mostrar pessoas dispostas a agir em nome de um desejo violento de vingança caso as mesmas tivessem os meios, oportunidade e uma chance razoável de sucesso. O agente Graves é quem costumeiramente apresenta a opção: 100 balas impossíveis de rastrear  e como executar a vingança, sempre com reviravoltas e personagens interessantes embalados com um estilo noir. Assim como outros exemplos desta lista, existem conversas para transformar em série de TV devido ao seu formato episódico. No entanto, ainda não há confirmações ou nada em produção.  

10 – Gavião Arqueiro por Matt Fraction

O Gavião Arqueiro está longe de ser desconhecido do público em geral. No entanto, seu arco de histórias escrito por Matt Fraction que durou por 22 edições e ganhou prêmios Eisner por capas (2013, 2014 e 2016) e por edição única (2014 – Hawkeye #11 – “Pizza is My Business”), escapa um pouco da atenção deste mesmo público. Neste arco vemos Clint Barton como uma pessoa normal, diferente do Vingador que vemos nos filmes e nas histórias da equipe. Vivendo como uma pessoa do povo e enfrentando um gângster que pretende comprar o condomínio em que ele vive com outras pessoas que não teriam condições de achar outro lugar. A história tem estofo suficiente para uma experiência cinemática eletrizante. Infelizmente, considerando os planos da Marvel Studios para os próximos anos, é pouco provável que veremos esta história fielmente reproduzida nas telas grandes.  

E você? Conhece algum quadrinho que merece uma adaptação? Deixe seu comentário!

Comente!