Spoilers

» Siga o Bastidores no Facebook , Instagram e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema «

Rian Johnson está respondendo muita gente através de entrevistas, já que o filme dividiu tanto os espectadores a respeito de sua qualidade. Agora chegou a vez de falar sobre o destino trágico que Snoke sofre na metade do longa, além de responder sobre as teorias dos fãs que saíram decepcionados. 

Em Os Últimos Jedi, Snoke acaba morto por Kylo Ren em uma situação que se aproxima do inacreditável. Por conta disso, muitos fãs e espectadores ficaram decepcionados pelo fato do diretor e roteirista não estabelecer praticamente nada do vilão que J.J. Abrams e Lawrence Kasdan prometeram tanto em O Despertar da Força

Em entrevista ao Entertainment Weekly, Johnson diz que Snoke não tinha que ser desenvolvido mais que o Imperador havia sido na trilogia original.

Eu realmente acho ele uma figura interessante. Nunca quis tirar uma com a cara dos fãs que passaram anos desenvolvendo teorias muito interessantes sobre ele. Essa é a graça de ser um fã de Star Wars. Se ele tiver espaço para ter sua história contada, adoraria que fosse feito. Mas no filme, isso teria matado uma cena inteira caso eu tivesse feito um diálogo de trinta segundos explicando que ele é Darth Plagueis ou algo do tipo. Se ele tivesse falado isso para Rey, ela teria piscado e respondido ‘Quem?’. Não fazia sentido. Ah, e não estou afirmando que ele é, de fato, Darth Plagueis.

Que desculpa… Nada convincente, afinal tivemos tempo de sobra para apostar em uma sequência inteira em Canto Bight que se provou completamente desnecessária para a trama. Ou se ao menos o diálogo tivesse acontecido com Kylo Ren. Daria para encaixar.

Esperamos que a Disney aproveite o potencial que o personagem apresentou nesses dois longas. O filme já está em cartaz nos cinemas brasileiros. 

Comente!