Cuidado: spoilers à frente.

» Siga o Bastidores no Facebook , Instagram e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema «

Star Wars: Os Últimos Jedi é o filme que ainda vai dar muito o que falar. Não apenas pelas decisões criativas, mas por ter se tornado uma das obras mais divisivas do ano, sendo muito bem aclamada pela crítica e recebida de forma não tão calorosa pelo público, cujas expectativas não corresponderam à realidade do filme. Entretanto, é inegável dizer que a sequência da nova trilogia intergaláctica trouxe alguns pontos cruciais para a progressão da história, incluindo a morte de um querido personagem.

Seguindo os passos de Han Solo (Harrison Ford) em O Despertar da Força, Luke Skywalker (Mark Hamill) encontrou um destino igual ao desaparecer na Força após confrontar o antagonista Kylo Ren (Adam Driver). Em resposta ao choque dos fãs, o diretor Rian Johnson, durante entrevista ao site Entertainment Weekly, falou do porquê ter feito essa escolha pra a história.

“Acho que o arco de Luke está concluído. Essa trilogia é a jornada de Rey, Finn e Poe. A história de Luke estava contida na de Rey, e ainda permanecerá desse modo”, ele declarou. Apesar disso, Johnson também revelou que não foi uma decisão fácil tirá-lo da franquia.

Os Últimos Jedi está em cartaz em diversas salas de cinema. Confira nossa crítica sem spoilers!

 

Comente!