Após Martin Scorsese, Francis Ford Coppola e Ken Loach, criticarem a Marvel agora foi a vez de Pedro Almodóvar, diretor de clássicos como A Pele que Habito e Má Educação, dar o seu pitaco a respeito do assunto.

Em entrevista concedida ao site Vulture, o diretor fez uma crítica aos filmes de super-heróis pela “falta de sexualidade” na trama.

“[Nos Estados Unidos], talvez, exista uma autocensura que não permite que os roteiristas escrevam outros tipos de histórias. Existem muitos, muitos filmes sobre super-heróis. E a sexualidade não existe para eles. Eles são castrados. Há um gênero não identificado, a aventura é mais importante. Já em filmes independentes, existe mais sexualidade. O ser humano tem muita sexualidade! Eu sinto que, na Espanha, eu tenho muita mais liberdade do que teria se trabalhasse nesse país”.

Após as críticas de Scorsese vários atores que compõem o elenco dos filmes da Marvel saíram em defesa das produções, incluindo Samuel L. Jackson e James Gunn.