Foram anos de desenvolvimento do projeto, mas o quarto final da franquia As Crônicas de Nárnia finalmente vai sair do papel. A Cadeira de Prata funcionará como um reboot desse universo, recomeçando a história dos livros de C.S. Lewis no cinema. A produção será feita em uma parceria entre a TriStar Pictures e a Sony.

As Crônicas de Nárnia: A Cadeira de Prata se passa décadas depois em relação aos eventos de A Viagem do Peregrino da Alvorada, no mundo de Nárnia, mas apenas um ano após no mundo real. Quase no fim do reinado, o Rei Caspian (que agora deve ser interpretado por uma pessoa idosa) pede a ajuda de Aslan para encontrar o seu filho desaparecido e único herdeiro, Príncipe Rilian. O leão recruta Eustáquio Mísero e a amiga, Jill Pole, que embarcam nessa missão e percorrem o norte de Nárnia, onde enfrentam a Feiticeira Verde.

bastidores-cadeira-de-prata

Will Poulter, que interpretou Eustáquio no terceiro longa da série não deve voltar. Isso porque o ator está agora com 22 anos e uma pessoa mais jovem deve ficar com o papel. Vale lembrar que nenhuma das continuações superou a excelente bilheteria do primeiro filme da série, O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa (2005), que arrecadou cerca de US$ 745 milhões. Por sua vez, Príncipe Caspian fez US$ 419 milhões em 2008 e A Viagem do Peregrino da Alvorada marcou US$ 415 milhões em 2010.

O roteiro do novo longa foi escrito por David Magee (As Aventuras de Pi) e está pronto há praticamente um ano. Ainda não há nomes envolvidos no elenco ou direção. Pela ordem cronológica, A Cadeira de Prata foi o quarto livro lançado por C.S. Lewis, em 1953, mas é considerado o sexto livro dentro do volume definitivo da série. Além dele, restam mais três para serem adaptados. Será que a franquia ainda tem fôlego para outras continuações? Vamos aguardar!

Comente!