Bird Box se tornou um dos maiores fenômenos da Netflix em toda sua história. Mantendo o hype aquecido do filme que ainda é fervorosamente discutido nas redes sociais, a Netflix convidou oito artistas para desenharem as suas versões do monstro que veriam caso tirassem as vendas no meio do filme. 

» Siga o Bastidores no Facebook , Instagram e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema «

Confira o resultado abaixo:

Interessante, não?

O fenômeno do filme com Sandra Bullock foi tamanho que conseguiu superar os números de audiência do lançamento da 2ª temporada de Stranger Things. 

Apenas nos EUA, o filme foi visto por 26 milhões de pessoas em sua primeira semana. Ao redor do mundo, o número foi de 45 milhões. Segundo o Instituto Nielsen, isso confere a margem necessária para superar os recordes do seriado mais popular da plataforma no momento. 

Desse modo, é muito difícil não apostar que a Netflix não tente emplacar uma sequência situada nesse universo bizarro.

Quem leu o livro que inspirou Bird Box, recente sucesso da Netflix, sabe que o final foi significativamente alterado. Considerado pesado demais pela produção do longa, os eventos foram suavizados para refletir um tom mais otimista da história. 

Spoilers a seguir:

No filme, Malorie e as crianças chegam a um santuário que na verdade é uma escola para cegos onde vivem pessoas videntes e deficientes, um lugar onde se refugiam dos monstros.

No livro o final é muito mais obscuro. Malorie chega com as crianças ao santuário, mas nesta comunidade as pessoas decidiram arrancar os olhos para poder viver ao apocalipse.

A diretora, Susanne Bier, comentou que decidiu alterar um pouco o final para que as pessoas pudessem ter um desfecho mais esperançoso e que se sentissem satisfeitas de ver os protagonistas sobrevivendo ao Apocalipse. 

Bird Box já está disponível na plataforma.

Comente!