em ,

CEO do Cinemark acha que cinemas não vão retornar ao ritmo total até 2022

Apesar de cinemas da rede Cinemark reabrirem nos EUA a partir de 19 de junho, o CEO da companhia Mark Zoradi acredita que o setor não voltará ao ritmo habitual até 2022.

“A verdade é que não acho que vamos conseguir entrar no ritmo total de ciclos de produtos e tudo que tínhamos antes da COVID-19 até 2022. Isso é mais relacionado às produções do que às nossas operações, pois os estúdios tiveram que se adaptar por não poderem filmar e fazer pós-produção, eles tiveram que mudar seus calendários. Então, nós teremos que nos adaptar também.”

O retorno previsto será em fases, com 5 salas da área de Dallas, no Texas, sendo as primeiras. Os cinemas vão operar apenas com 25% da capacidade, para cumprir as exigências do distanciamento social e o limite pode ser aumentado para 50% em breve.

Perguntaram se as estreias de julho serão prejudicadas, como Mulan ou Tenet, Zoradi comentou:

“Não acho que tenha uma razão para isso acontecer com certeza. Tudo depende de nós criarmos um ambiente seguro e os estúdios criando uma campanha de demanda muito forte.”

O que você achou desta publicação?

Avatar

Publicado por Matheus Fragata

Editor-geral do Bastidores, formado em Cinema seguindo o sonho de me tornar Diretor de Fotografia. Sou apaixonado por filmes desde que nasci, além de ser fã inveterado do cinema silencioso e do grande mestre Hitchcock. Acredito no cinema contemporâneo, tenho fé em remakes e reboots, aposto em David Fincher e me divirto com as bobagens hollywoodianas.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Loading…

0

Comente!

“Nunca assisti a um episódio da nossa série”, diz atriz de The Big Bang Theory

Mesmo adiada, reunião de Friends será importante, diz chefe do HBO Max