em , ,

Christopher Nolan critica duramente Warner após decisão polêmica de estreias na HBO Max

No dia 3 de dezembro, a Warner mudou as regras do jogo ao anunciar que todo o seu calendário de 17 filmes programados para 2021 estreariam ao mesmo tempo nos cinemas e no streaming HBO Max.

Agora que o anúncio foi feito, diversos artistas e produtores importantes estão revelando suas opiniões sobre a decisão histórica do estúdio e a maioria desaprova o modo que tudo foi decidido.

Um dos principais cineastas da Warner, Christopher Nolan, detonou o estúdio por conta da decisão que favorece o streaming.

“Há muita controvérsia sobre isso, porque eles não contaram para ninguém. Em 2021, eles têm alguns dos maiores cineastas e estrelas no mundo, que trabalharam por anos nesses projetos bastante importantes, que deveriam ser experiências na telona.

Eles deveriam ficar disponíveis para a maior audiência possível… E agora serão usados como propaganda para o serviço de streaming – para uma plataforma nova – sem consulta. Então há muita controvérsia. É uma bagunça imensa” disse ao ET.

Hoje mesmo a Legendary Pictures, antiga parceira de produção da Warner, também afirmou seu descontentamento com o tratamento dado a blockbusters caros como Godzilla vs Kong Duna. 

A lista de filmes que a Warner Bros está planejando em lançar no streaming junto com a estreia nos cinemas inclui: DunaMatrix 4O Esquadrão SuicidaSpace Jam: Um Novo LegadoInvocação do Mal 3:  A Ordem do DemônioEm Um Bairro de Nova YorkThe Little ThingsJudas and the Black MessiahTom & Jerry, Godzilla vs. KongMortal KombatThose Who Wish Me DeadReminiscenceMalignantThe Many Saints of NewarkKing Richard Cry Macho.

Confira mais filmes do estúdio através da SKY.

O que você achou desta publicação?

Avatar

Publicado por Matheus Fragata

Editor-geral do Bastidores, formado em Cinema seguindo o sonho de me tornar Diretor de Fotografia. Sou apaixonado por filmes desde que nasci, além de ser fã inveterado do cinema silencioso e do grande mestre Hitchcock. Acredito no cinema contemporâneo, tenho fé em remakes e reboots, aposto em David Fincher e me divirto com as bobagens hollywoodianas.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Loading…

0

Comente!

Eduardo Galvão, ator da Globo, morre aos 58 anos em complicações de covid-19

Crítica | Fuja – Uma Nova Perspectiva para a Síndrome de Munchausen