em

Cientistas codificam livro de O Mágico de Oz em sequências de DNA

Não há limites para a ciência. Um feito no campo da genética acabou de ser realizado: cientistas conseguiram codificar todo o livro O Mágico de Oz em cadeias de DNA.

É possível ler o clássico usando um sequenciador de DNA com o algoritmo desenvolvido pela equipe que traduz as informações em uma versão digital no livro.

Um dos cientistas do projeto, Stephen Jones, explica o processo em entrevista ao Digital Trends:

“Enviamos a informação para o programa, que entrega um monte de sequências de DNA, feitas de A, C, G e Ts. Cada sequência é utilizada para fazer pedaços de DNA de verdade. Esses pedaços podem ser guardados mesmo em condições ruins por milhares ou até milhões de anos, como o que vimos com sequenciamento de DNA de dinossauros. […]

Então, basicamente, os zeros e uns do computador são transformados em As, Cs, Gs e Ts de DNA para armazenamento, e então o processo é revertido quando você estiver pronto para ler.”

Jones afirma que o armazenamento pode ser útil em situações como guardar dados antigos que não sejam usados com frequência, citando que transformar tudo em DNA pode economizar um bom dinheiro já que os dados estão extremamente comprimidos.

O que você achou desta publicação?

Avatar

Publicado por Matheus Fragata

Editor-geral do Bastidores, formado em Cinema seguindo o sonho de me tornar Diretor de Fotografia. Sou apaixonado por filmes desde que nasci, além de ser fã inveterado do cinema silencioso e do grande mestre Hitchcock. Acredito no cinema contemporâneo, tenho fé em remakes e reboots, aposto em David Fincher e me divirto com as bobagens hollywoodianas.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Loading…

0

Comente!

Primeiras temporadas de Cobra Kai, derivada de Karate Kid, ganham data de estreia na Netflix

Final de 3% e 5ª temporada de Lucifer chegam à Netflix em agosto; confira os lançamentos