E o filme do Coringa não para de bater recordes. Desta vez a produção estrelada por Joaquin Phoenix deve se tornar, ainda hoje de acordo com a Forbes, o longa baseado em HQs mais lucrativo da história.

Segundo a página, quando o filme chegar aos US$ 957 milhões de bilheteria, terá um lucro 15,31 vezes maior que o valor de sua produção, que foi de US$ 62,5 milhões. Por causa disso a produção ultrapassa O Máskara (1994) que obteve lucro de US$ 351 milhões frente aos seus US$ 23 milhões investidos.

O ranking atualizado fica desse jeito:

Coringa (2019) – US$ 957 milhões de bilheteria / US$ 62,5 milhões de custo
O Máskara (1994) – US$ 351 milhões de receita / US$ 23 milhões de custo
As Tartarugas Ninja (1990) – US$ 200 milhões de bilheteria / US$ 13,5 milhões de custo
Deadpool (2016) – US$ 783 milhões de bilheteria / US$ 58 milhões de custo
Batman (1989) – US$ 411 milhões de bilheteria / US$ 35 milhões de custo
Venom (2018) – US$ 854 milhões de bilheteria / US$ 90 milhões de custo)

Outro dado divulgado pela Forbes mostra que o longa é também, por enquanto, o terceiro filme mais barato a chegar aos US$ 900 milhões, ficando atrás apenas de Bohemian Rhapsody (2018) que custou US$ 52 milhões e teve lucro de US$ 905 milhões, e O Rei Leão (1994), com custo de US$ 55 milhões e lucro de US$ 968 milhões.

Coringa continua em cartaz nos cinemas brasileiros.