nota-3,5

Ainda só temos dois episódios da sexta temporada de Once Upon a Time e já é claro que esta será melhor do que a anterior, já que a Rainha Má parece não ser a única preocupação para os nossos heróis. O novo episódio, intitulado A Bitter Draught, estreou no canal ABC no dia 2 de outubro.

Na Floresta Encantada, há muitos anos, vemos que a Rainha contratou o Conde de Monte Cristo (Craig Horner) para matar a Branca de Neve e o Príncipe Encantado. Porque é que ela não lhes poderia fazer mal diretamente, perguntam vocês? Rumplestiltskin colocou-lhes um feitiço de proteção – na minha opinião, apenas uma desculpa para sermos prendados com a sua presença fenomenal.

O Conde faz-se passar por Edmonde cai nas boas graças do casal, mas decide não avançar com o plano ao conhecer uma jovem de nome Charlotte (Andrea Brooks). OConde acaba por se apaixonar pela rapariga e não queria envolvê-la no assunto. Como garantia que a Branca e o Príncipe não serão magoados, Rumple envenena Charlotte e diz que esta apenas estará a salvo se o Conde viajar com ela para a Terra das Histórias Inacabadas. Continuo a questionar-me por que razão é que Rumplestiltskin faz questão de proteger os dois grandes heróis das série mas vamos fechar os olhos a esse detalhe.

De volta a Storybrooke, as personagens da Terra das Histórias Inacabadas começam a tentar viver a sua vida normalmente, entre elas o próprio Conde de Monte Cristo. No entanto, este parece não ter desistido da sua vingança e continua decidido em matar a Branca e o Príncipe. Claro que há uma explicação para isto: é a própria Rainha Má, agora renascida, que tem o coração do Conde e consegue, portanto, controlá-lo.

Este episódio prendou-nos finalmente com uma boa dose do lado malvado de Regina – uma das grandes promessas desta temporada – e devo dizer que até agora não desiludiu. A Rainha teve direito a momentos a sós com os dois grandes vilões da série: Gold e Zelena (Rebecca Mader), e tanto um como outro culminaram em momentos preciosos e muito bem arquitetados.

Regina dá de cara com a sua outra metade e percebe que o Conde é a menor das suas preocupações. Quando este ataca novamente o casal encantado, Regina decide proteger os amigos e acaba por matar o Conde. Entra em cena a Rainha Má, dizendo que tudo isto foi um teste para provar que Regina ainda tem um lado mau dentro de si e será ela própria a trazer destruição a Storybrooke. É por isto, senhores e senhoras, que Regina é e sempre será a personagem mais complexa e fascinante desta série.

Enquanto isso, os restantes residentes de Storybrooke lidam com os seus dramas menores. Emma continua preocupada com as suas visões, decidindo ter consultas com o psicólogo da cidade, Archie (Raphael Sbarge) – um veterano da série que já não víamos há algum tempo. Belle  encontra refúgio perto de Hook (Colin O’Donoghue) após a sua separação de Gold. Amiga, por muito simpático que ele esteja a ser, um navio não é sítio para se viver. Com Cinderela confirmada para o episódio da próxima semana, é seguro dizer que a junção da Rainha Má com a Terra das Histórias Não Contadas tem sido um autêntico manjar dos deuses até agora.