Death Stranding mal foi lançado e já vem dividindo opiniões pelo mundo, e isso vem acontecendo com maior frequência entre os críticos e fãs dos Estados Unidos.

Hideo Kojima em entrevista para o site italiano TGCom24, explicou que imagina o porque do jogo ter sido tão mal recebido pelos americanos.

“O jogo recebeu vários elogios, especialmente na Europa e no Japão. Aqui, nos Estados Unidos, no entanto, tivemos críticas mais duras. Talvez ele seja um jogo difícil de ser entendido por um tipo de crítica e de audiência. Os americanos são fãs de shooters em primeira pessoa, e Death Stranding não é nada disso — ele vai muito além”, e continuou.

“Eu sempre tento criar coisas novas, então acaba existindo debates sobre elas. Mas eu acredito que os italianos e os franceses, por exemplo, tem uma sensibilidade artística diferente que possibilita que eles apreciem esse produto original, não apenas com videogames, mas no cinema também.”

Death Stranding já está disponível para PlayStation 4, enquanto que a versão de PC sai entre junho e julho de 2020.