em ,

E3 2017 | O que esperar da Nintendo?

Começando as apostas com as 3 grandes empresas no mundo dos games, temos Nintendo! A empresa amada e odiada por muitos de seus fãs, dependendo de quantos amiibos são lançados. Após um ano incrível até agora, com o sucesso de lançamento do Nintendo Switch e um dos maiores títulos do ano e um dos jogos mais elogiados da última década com The Legend of Zelda: Breath of the Wild, o que a Big N pode nos oferecer de surpresa no seu costumeiro Nintendo Direct? Há rumores de que o vídeo não passará de meia hora, então vamos segurar um pouco nossas expectativas. Ainda sim, bora especular!

Super Mario Odyssey

A empresa já tinha anunciado que o grande foco será no novo jogo de plataforma do encanador. Com previsão para sair no final do ano, podemos ter certeza que veremos mais detalhes das mecânicas e do mundo de Super Mario Odyssey que misturará mundos com seres humanos e os personagens cartunescos e rechonchudos da franquia. Será que teremos algum anúncio especial: um modo multiplayer cooperativo? Já foi confirmado uma demo jogável no evento, mas não seria incrível se ela simplesmente soltasse uma demo no eShop  para todos? Não custa sonhar…

Fora isso, pode apostar que o encanador terá uma participação de peso no Direct, focando em mecânicas, como o novo chapéu do personagem, além dos clássicos power-ups da franquia. O que dizer de um outro Mario para 3DS? É possível, mas a empresa deve focar Mario em apenas um (grande) título este ano.

 Splatoon 2 e a line-up já confirmada

Além de Super Mario Odissey, vários jogos já foram confirmados para o resto do ano. Com ARMS saindo na semana da E3, podemos ter certeza de que ele irá aparecer de alguma forma, lembrando a galera sobre suas características e talvez já anunciando planos para as atualizações gratuitas mencionadas anteriormente, como novas arenas, personagens e modos.

Enquanto isso, a galera colorida de Splatoon 2 também já recebeu uma boa quantidade de informações nos últimos meses, mas não custa mostrar mais um pouco para quem ainda não está acompanhando. Um novo modo história, mais robusto que o primeiro título, pode ser o foco da apresentação, além de novos modos, armas e personagens para o jogo.

Há também a preocupação em dar suporte para títulos já lançados. Ver mais sobre os dois pacotes de DLC confirmados para Breath of the Wild com certeza animaria os fãs da franquia, que provavelmente não verão nada de novo sobre Link e sua turma por um bom tempo.

Fora isso, temos os recém-anunciados jogos para Pokémon, com Pokkén Tournament DX para o Switch e Pokémon Ultra Sun e Ultra Moon para 3DS. Espera-se algumas informações adicionais sobre os títulos e o que há realmente de novo em Ultra Sun e Moon para a galera que já jogou a versão anterior nem mesmo 1 ano atrás.

Além disso, alguns jogos em parceria com outras desenvolvedoras, como Fire Emblem Warriors, o musou feito pela Koei Tecmo; Xenoblade Chronicles 2, a aguardada continuação do RPG de Wii; um novo Shin Megami Tensei para o Switch, anunciado na conferência de apresentação do console; além de No More Heroes 3, a super aguardada sequência do insano jogo de Suda 51. Todos eles tiveram poucas informações detalhadas até agora. E enquanto os últimos dois são os mais improváveis de aparecerem na E3 deste ano, Fire Emblem Warriors e Xenoblade Chronicles 2 podem aparecer e até mesmo já apresentarem uma data de lançamento.

Third-Parties

Agora vamos falar de um assunto delicado para a Nintendo: third-parties. Com o sucesso comercial do lançamento do Switch, a Nintendo pode ter em mãos finalmente a chance de trazer de volta algumas empresas que tinham largado a companhia na época do WiiU.

Mas vamos por partes, vamos primeiro falar dos já anunciados.

Sabemos que uma das maiores franquias japonesas já tem uma aparição confirmada no novo console, com Monster Hunter XX. Apesar do 3DS ainda existir e receber suporte pela empresa, é bom vermos mais empresas movendo franquias que antes tinham foco no portátil para o novo console da Nintendo.

Mas isso não quer dizer que o portátil chegou ao seu fim, com uma line-up ainda chegando este ano, como Hey! PikminLayton’s Mystery Journey: Katrielle and The Millionaire’s ConspiracyMonster Hunter Stories. Além do super aguardado Dragon Quest XI, que teve uma versão para Switch confirmada há algum tempo atrás pela Square Enix mas nunca mais se ouviu falar. Será que foi cancelada ou ouviremos mais sobre isso este ano?

Além disso, sabemos que a From Software, detentora da franquia Souls, é uma das empresas que está apoiando o console desde o início, mas com nenhum título anunciado ainda. É hora deles mostrarem alguma coisa, certo? Um título totalmente exclusivo ou um port de algum jogo já lançado? Nossas apostas ficam para a compilação da trilogia Dark Souls, que apesar de não parecer apropriado para um console da Nintendo, seria um ótimo incentivo para o público hardcore se importar mais com o console.

Mini-SNES e Virtual Console

Após o sucesso do Mini-NES no ano passado, com sua escassa produção fazendo a nova versão do clássico console da empresa se esgotar rapidamente, é hora de trazer o próximo da linhagem. Alguns rumores já tinham vazado sobre um possível Mini-SNES, mas o mais interessante é que a informação mais crível veio de fora da Nintendo. Em um questionário perguntando qual anúncio na E3 deste ano foi mais interessante para os seus consumidores, a Microsoft listou o Mini-SNES em sua lista, junto com o PS4 Pro e o seu próprio console, o Project Scorpio. Será que a empresa tem informações internas sobre a rival? Só podemos especular.

E se o console realmente existir, espera-se algo semelhante ao Mini-NES, com diversos clássicos do videogame embutidos em sua memória e entrada HDMI. A data? Final de 2017, de acordo com os mesmos rumores.

Falando em videogames antigos, que tal a Nintendo finalmente apresentar seu Virtual Console para o Switch. Talvez detalhar como os jogadores vão poder passar seus jogos já comprados no Wii U para o novo console (SE isso for possível), além de mostrar a line-up inicial de clássicos disponíveis para a compra. Finalmente incluir o GameCube no seu catálogo de consoles também seria uma ótima surpresa. 

E o que eles podem anunciar de novidade?

Agora vamos para a parte divertida: especular sobre jogos não anunciados. Como dito lá no início, a apresentação da empresa parece não passar dos 30 minutos, então não vamos esperar um bombardeio de títulos novos, já que ela pode muito bem focar o tempo nos atualizando de títulos já anunciados. E ao contrário da Sony, a Nintendo raramente escolhe anunciar diversos títulos que estão longe de serem lançados (com a exceção sempre sendo The Legend of Zelda).

Mas o que a empresa poderia mostrar de novo? Bom, para começar, é possível que ela finalmente anuncie um port de Super Smash Bros. 4 para o Switch. Com os rumores apontando para uma edição contendo tanto o conteúdo lançado na versão de 3DS quanto a de WiiU. Seria definitivamente um título forte para a sua line-up, mesmo sendo apenas uma versão de um game previamente lançado.

E jogos totalmente novos? Bom, sempre há a especulação de um retorno da cultuada franquia de Samus, Metroid! Com a Retro Studio (os desenvolvedores por trás da trilogia Metroid  Prime) quietos já há algum tempo, é possível vermos um retorno da franquia pelas mãos da empresa. O que pode acontecer é também termos um jogo Metroid 2D feito por outra desenvolvedora para 3DS enquanto a Retro Studio trabalha em outro projeto. Um novo Donkey Kong Country? Improvável. Apostaríamos em uma nova IP que se utilizasse das capacidades do Switch.

Fora isso, o céu é o limite das imaginações dos fãs da empresa. Um novo F-Zero? Um RPG em 3D para o Switch de Pokémon? Um retorno da franquia de Earthbound? Mas vamos com calma, já que geralmente saímos decepcionados das conferências imaginando tudo isso. Sendo mais pé no chão, um novo título de Kirby, em comemoração aos 25 anos da série.

E chega de sonhar com jogos impossíveis por hoje. Gostou das nossas especulações? Que franquia você iria gostar de ver na apresentação da Nintendo que não comentamos por aqui? Deixe seu comentário aí embaixo e nos vemos no Nintendo Direct!

O que você achou desta publicação?

Avatar

Publicado por Rodrigo Ribeiro

Jornalista e aficionado por games e cultura pop. Acredita que os games podem ser considerados uma forma de Arte e que o mundo seria um lugar melhor se as pessoas parassem de brigar na internet e voltassem a jogar seus queridos videogames.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Loading…

0

Comente!

Crítica | Mulher-Maravilha: Deuses e Mortais

games aventura arqueologia

Lista | Os 10 Melhores Games de Aventura de Arqueologia