em ,

Executivos da Disney reduzem salários em meio à pandemia do coronavírus

Uma das empresas mais afetadas pelo novo coronavírus é a Disney. Fechando seus parques temáticos e também recebendo muito prejuízo pelo adiamento e paralisação de produções importantes para o ano fiscal, agora chegou a vez também de reduzir o salário do contingente.

A empresa informou hoje que seus executivos do alto-escalão optaram por cortar parte de seus salários para manter a saúde financeira da empresa durante o período da pandemia do coronavírus.

Ex-presidente da Disney, Bob Iger abriu mão de 100% de seu salário, estimado em mais de US$ 47,5 milhões. Atual CEO da empresa, Bob Chapek cortou seu pagamento em 50%, enquanto os vice-presidentes de diversos setores da empresa tiveram cortes de 20% a 30%. Além do salário, Iger também rejeitou outros bônus da empresa, mantendo apenas o seguro saúde.

Exceto pela quantia da compensação de folga remunerada, as reduções não reduzirão os benefícios da Companhia dos executivos citados”, informou a Disney em um e-mail aos seus funcionários.

Por enquanto, não existe previsão para a retomada das produções de séries e filmes da Disney. Os parques, por enquanto, têm suas reaberturas marcadas para 18 de abril, embora exista a possibilidade de essa data ser alterada conforma a evolução do quadro mundial do coronavírus.

O que você achou desta publicação?

Avatar

Publicado por Matheus Fragata

Editor-geral do Bastidores, formado em Cinema seguindo o sonho de me tornar Diretor de Fotografia. Sou apaixonado por filmes desde que nasci, além de ser fã inveterado do cinema silencioso e do grande mestre Hitchcock. Acredito no cinema contemporâneo, tenho fé em remakes e reboots, aposto em David Fincher e me divirto com as bobagens hollywoodianas.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Loading…

0

Comente!

Mad Max | Deriavado de Furiosa pode começar as filmagens em 2021, afirma site

Parks and Recreation chega ao Globoplay em abril; confira todas as estreias