Segundo relata a imprensa do povoado de Ruinerwold, na província de Drenthe, nos Países Baixos, um jovem de 25 anos apareceu em um bar local, para pedir cinco cervejas, e alguns dias depois voltou a aparecer, desta vez muito confuso, para contar uma história surreal e absurda.

O dono do bar afirma que notou imediatamente a barba longa e suja do homem, roupas velhas. Então, depois de vê-lo bebendo cinco cervejas uma após a outra, tentou conversar com ele.

“Estava descuidado, com o cabelo longo e despenteado. Começamos a conversar. Disse que se tinha escapado e que precisava de ajuda, e que nunca tinha ido à escola. Depois chamamos à polícia.”

O jovem falou que tinha irmãos e irmãs menores que viviam no sótão da casa com seus pais, e que todos queriam terminar com a forma em que viviam, e que ninguém saía de lá fazia nove anos.

E coincidentemente, a polícia tinha visitado essa casa anteriormente após um alerta de pessoas preocupadas com as condições de vida de várias pessoas que vivem ali em um espaço fechado.

Após a queixa do jovem, a polícia entrou e retirou da casa seis adultos, todos precisaram de cuidados médicos.

A polícia prendeu o homem de 58 anos que alugava a fazenda após se negar a cooperar com a investigação. Chamado pelos meios locais de Josef B, que como devem estar imaginando, de fato se trata do pai dos jovens.

O homem, que segundo as reportagens se mudou faz nove anos, era corpulento e tinha cara de poucos amigos, e, como explicou um morador, ele costumava expulsar quem se aproximasse do local, vigiando tudo com um binóculo.

A polícia encontrou uma escada oculta que conduzia ao esconderijo da família por trás de um armário na sala de estar.

Ao que parece, o pai de 58 anos estava preso na cama após ter sofrido um derrame cerebral faz alguns anos. Os jovens tinham entre 16 e 25 anos.

Os jornais holandeses mostram que a família parecia ter tido pouco ou nenhum contato com o mundo exterior e que vivia uma vida em grande parte autossuficiente, aparentemente cultivando seus próprios vegetais e mantendo uma cabra e vários gansos.

E ao que tudo indica, a família estava vivendo isolada esperando o final dos tempos.

Ainda não está claro quanto tempo eles estava, no sótão ou o que ocorreu à mãe dos meninos, ainda que o prefeito acha que tenha morrido faz algum tempo.

“No momento, a polícia tem muitas perguntas sem resposta, ainda que saibamos que a maioria da família não estava registrada com as autoridades locais”

Afirmou o prefeito.