em ,

Greed Shot First | A Treta Histórica entre Kathleen Kennedy, Chris Miller e Phil Lord

Vamos nos gabar, mas não há melhor título para toda essa situação que presenciamos!

Com as recentes polarizantes notícias de que a dupla Phil Lord e Chris Miller abandonaram a direção do futuro filme de Han Solo, que faz parte da nova leva de filmes do universo Star Wars, devido a diferenças criativas, muito já tão cedo se discute qual o real motivo dessa saída.

Há algo a mais do que uma simples diferença criativa entre os diretores e a produtora Kathleen Kennedy. Muito deveras suspeito já que as filmagens do filme já vinham acontecendo desde fevereiro deste ano e só agora, com três semanas faltando para terminá-las, ambos abandonam a produção? Um tanto abrupto eu diria!

Daí que nos aparece uma nova matéria vinda da Variety. Apontando exatamente o que suspeitávamos, algo muito a mais do que mera divergência criativa e sim sérios desentendimentos que foram responsáveis pela saída de ambos os diretores.

O conflito já vinha acontecendo a meses, não só com a produtora como também com outros membros da equipe incluindo o co-roteirista e produtor executivo Lawrence Kasdan. Pelo visto a dupla simplesmente não aceitava o controle rígido de Kennedy no set em cima de ambos constantemente, não tendo a liberdade que eles estavam já tão acostumado e conquistado ao longo de seus trabalhos de bom sucesso que vinha da franquia Anjos da Lei e Lego: O Filme.

“Foi um choque de cultura desde o primeiro dia (…) Ela não gostava nem da maneira que eles dobravam suas meias.” relatou uma fonte da Variety.

“Não lhes foi dado o espaço para eles fazerem o que tinham que fazer.”

A dupla em sua visão buscava colocar esse filme do universo Star Wars em uma sensibilidade muito mais divertida e descompromissada, algo que se comunica bem com o estilo que os diretores vêem mostrado até então em seus filmes. Mas isso bateu de frente com a visão própria que ambos Kennedy e Kasdan tem do personagem e de como ele deve ser retratado no cinema, ainda mais no primeiríssimo filme solo (essa foi involuntária) do mesmo! 

Com Kasdan tendo sérios problemas questionando muito da direção dos diretores em cima da história e na caracterização dos personagens. Com Kasdan querendo um Han Solo mais sarcástico, próximo do tom e caracterização dele na trilogia original de Star Wars, e não um cara comédia pura parecido com um Chaning Tatum em Anjos da Lei por exemplo (terrível exemplo…).

“Kathy, seu time e Larry Kasdan têm feito de seu jeito por um longo tempo. Eles sabem como o queijo é feito e é assim que eles o querem feito, (…) Virou um set bem polarizado.”

E acompanhando as notícias das mudanças de direção, tanto Kennedy quanto Lord e Miller aludiram sobre diferentes visões para o projeto:

“Infelizmente, nossa visão e processo não estavam alinhados com nossos parceiros nesse projeto. Nós normalmente não somos fãs da frase ‘diferenças criativas’ mas dessa vez, este clichê é verdadeiro. Nós estamos orgulhosos pelo incrível trabalho de nível mundial de nosso elenco e equipe” – Phil Lord e Chris Miller 

“Phil Lord e Christopher Miller são cineastas que montaram uma incrível equipe e elenco, mas ficou claro que tínhamos diferentes visões criativas neste filme e nós decidimos seguir nossos caminhos separados.” – Kathleen Kennedy

Em outras melhores palavras, os diretores não deixaram a produção voluntariamente, mas foram sim demitidos pela LucasFilm! E essa decisão chega logo no momento em que o filme de Han Solo ainda possuía várias semanas faltando para finalizar as filmagens. Ainda nem é claro se e como Lord e Miller serão creditados no filme. Informantes de Hollywood dizem que sua saída forçada em meio a produção é uma situação altamente incomum. E já até outras noticias apontam a sua saída devido a possibilidade deles virem a dirigir o filme do The Flash na Warner/DC. 

Mas Kennedy prometeu que um novo diretor seria anunciado em breve. Já rolam até rumores de diretores como Ron Howard (Código da Vinci), Joe Johnston (Capitão América: O Primeiro Vingador), Brad Bird (Os Incríveis) e até o próprio Kasdan que já dirigira alguns bons filmes no passado como Corpos Ardentes, Silverado ou Um Turista Acidental. Seja lá quem for chamado, ele terá um curto espaço de semanas adicionais de refilmagens que já foram planejadas para ocorrer no meio do ano!

Que isso sirva talvez como uma boa lição de aprendizado. Muito vimos ano passado um estúdio como a Warner tendo que lidar em seu universo compartilhado da DC com a saída de vários diretores das produções e refilmagens sendo marcadas e datas de lançamento remarcadas. Claramente apontando como as divergências andavam muito fortes ali dentro, e o mesmo claro que acontece com outros estúdios e parece vir acontecendo também com universos tão renomados e elogiados como Star Wars. 

Claro que Kennedy quer trazer talentosos diretores para realizar os filmes que os fãs tanto anseiam, e muitas vezes os próprios diretores também o são. E têm sua visão individual e autoral de como visualizam  e idealizam esse universo, e isso nem sempre vai bater com as visões que a própria Kennedy tem. Em uma entrevista não muito antiga à Variety ela disse que queria que o filme de Han Solo algo parecido como: “… um sentimento de faroeste ou de assalto”. E ainda citando as pinturas de Frederic Remington como principal inspiração para o visual e sentimento do filme.

Mas isso tudo claro também influencia o resultado final do filme e seu retorno financeiro sempre sendo a grande prioridade dos estúdios, e talvez o tiro letal que o filme de Han Solo recebeu, e que muitos filmes infelizmente recebem. A hora agora é de se recuperar e reorganizar, e claro, buscar torcer para que o clássico personagem tenha um filme à sua altura. E né, o passado derivado Rogue One também passou por severas refilmagens e recebemos algo nada mal certo?! Com Star Wars sempre poderemos ver uma nova esperança!

O que você achou desta publicação?

Avatar

Publicado por Raphael Klopper

Estudante de Jornalismo e amante de filmes desde o berço, que evoluiu ao longo dos anos para ser também um possível nerd amante de quadrinhos, games, livros, de todos os gêneros e tipos possíveis. E devido a isso, não tem um gosto particular, apenas busca apreciar todas as grandes qualidades que as obras que tanto admira.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Loading…

0

Comente!

Crítica | Ao Cair da Noite

Blade Runner 2049 | Diretor diz que “está em paz” com a possibilidade de fracasso do filme