O mais novo longa do famoso escalador de paredes, Homem-Aranha no Aranhaverso veio recheado de várias referências e easter eggs, mas também não era para menos, já que como o próprio título indica, veríamos aqui várias versões do nosso amado personagem da Marvel Comics. Algumas das referências são bem sutis, já outros estão bem na cara dos espectadores.

» Siga o Bastidores no Facebook , Instagram e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema «

Mas enfim, confira aqui a nossa lista todas as referências e Easter Eggs do longa. E aliás, para aqueles que se perguntarem, nós não usamos nenhum critério especifico para ordenar as referências aqui.

O ARANHAVERSO

Essa não é a primeira vez que a Marvel experimenta esse conceito de multiverso compartilhado em alguma animação do Homem-Aranha. Isso já aconteceu antes, e acho que todos os fãs devem se lembrar, pois foi em um arco na clássica série animada do Homem-Aranha dos anos 90. E obviamente esse conceito não foi explorado apenas no audiovisual, já que a editora publicou inúmeras histórias sobre versões diferentes do herói se cruzando, e mais recentemente até foi houve uma série em quadrinhos sobre o Aranhaverso inclusive.

TOBEY MAGUIRE

Existem várias referências aqui ao Homem-Aranha interpretado pelo ator Tobey Maguire na trilogia dirigida pelo aclamado diretor Sam Raimi. As primeiras cenas do herói no longa inclusive, são homenagens a cenas clássicas do Tobey como o Aranha, como por exemplo ele parando o trem, beijando a Mary Jane na chuva, e até mesmo temos a recriação da famosa cena dele dançando na rua como visto em Homem-Aranha 3.

ARTE DE ERIK LARSEN

Os fãs de quadrinhos do Homem-Aranha dos anos 90 irão reconhecer imediatamente a obra de Erik Larsen em uma das cenas do longa. A arte de Larsen se tornou bastante icônica desde que ele desenhou o Homem-Aranha. Os fãs de seu trabalho sobre o personagem normalmente se lembram dele por desenhar algumas das primeiras batalhas do Homem-Aranha contra o Venom. A obra pode ser vista logo em que são exibidas algumas HQs do herói na tela.

HQS DO HOMEM-ARANHA

Falando em HQs no longa, neste universo do Miles Morales, o Homem-Aranha existe já há muito tempo. Tempo suficiente para que eles começassem a transformar ele em propaganda, e obviamente, fazer histórias em quadrinhos dele. É meio estranho ver super-heróis e histórias em quadrinhos sobre eles se cruzarem, mas não é algo totalmente sem precedentes. Já havíamos visto isso em Kick-Ass e até mesmo em algumas histórias do Quarteto Fantástico.

HOMEM-ARANHA DA DÉCADA DE 60

Durante a nossa apresentação ao Homem-Aranha bem no início do filme, recebemos de presente uma enorme recapitulação de várias coisas que já fizeram usando a imagem do herói. Em um ponto ele menciona que eles fizeram um desenho animado dele junto com uma música-tema. Esse desenho animado é o clássico de 1967. Produzido pela Grantray-Lawrence Animation. E certamente a coisa mais memorável que o show produziu foi a música-tema do Homem-Aranha que foi tão amorosamente reproduzida ao longo dos anos, seja nos filmes de Sam Raimi, seja na própria trilha sonora de Homem-Aranha: De Volta ao Lar ou até mesmo quando o Rei do Crime canta sua própria versão da música durante o filme.

O FAMOSO MEME

Falando na clássica série animada dos anos 60, a cena pós-créditos do filme faz uma bela homenagem a ela. Durante a cena, vemos o Homem-Aranha 2099 se preparando para entrar em uma nova dimensão atrás da ajuda da versão do herói daquele universo. E adivinhem, ele entra no universo do icônico desenho, ficando inclusive com os mesmos traços da já datada animação, e então ele começa a apontar para o Homem-Aranha ali presente e os dois começam uma discursão, relembrando um meme que fizeram com um dos episódios da animação.

CEREAL DO HOMEM-ARANHA

No início, o Homem-Aranha se gaba de ter tido o seu próprio cereal matinal, e isso realmente aconteceu na vida real. Em 1995, a fabricante de cereais Ralston produziu um cereal inspirado na animação Homem-Aranha: A Série Animada, e o formato deles era totalmente baseado em figuras da série, como o símbolo do aranha, a câmera do Peter Parker até mesmo nas bombas do Duende-Macabro.

LADY OCTOPUS

Com um nome como Olivia Octavius, era só uma questão de tempo até aparecer quatro membros extras e começar a se chamar de Doutor Octopus, ou melhor, de Lady Octopus. No entanto, ela está longe de ser a primeira versão feminina do personagem. A primeira Lady Octopus foi Carolyn Trainer, uma protegida do Otto Octavius que pegou seus tentáculos depois de ser morto.

WHAT IF?

Quando conhecemos Olivia Octavius pela primeira vez, ela está detalhando todos os cenários possíveis sobre o multiverso e as várias dimensões para o Rei do Crime, mas ela se refere a cada um destes cenários como “What If” em uma referência clara ao clássico What If? Ma série em quadrinhos da Marvel Comics que apresentava versões alternativas dos heróis da editora.

DONALD GLOVER

Muito antes de Andrew Garfield ter sido escalado como Peter Parker no reboot da saga, O Espetacular Homem-Aranha, o comediante e rapper Donald Glover, havia iniciado uma campanha nas redes sociais para interpretar o famoso herói nos cinemas. Então foi criada a #Donald4Spiderman e acabou virando tendência no Twitter, mas ele acabou não conseguindo o papel. Mas para relembrar disso, o longa traz de volta o clipe de Glover usando um pijama do Homem-Aranha. Assim que Miles entra no apartamento de seu tio Aaron, você pode ver a cena de Donald Glover na televisão. Glover inclusive também fez uma aparição como o Tio do Miles, Aaron Davis, em Homem-Aranha: De Volta ao Lar.

AARON DAVIS

Falando no tio Aaron do Miles, ele desempenha um papel importante aqui no longa e é incrivelmente parecido com a sua contraparte dos quadrinhos. Ele é um supervilão à noite e também um tio encantador que ajuda a distrair e animar o seu sobrinho. Aqui ele é dublado pelo ator Mahershala Ali, que interpretou o vilão Cottonmouth na série live-action da Marvel, Luke Cage.

ACADEMIA DO BROOKLYN

A academia do Brooklyn é uma escola fictícia no universo Ultimate Marvel que Miles acaba recebendo uma bolsa, essencialmente proporcionando a ele uma chance única de obter uma educação de grande nível. Para Miles, isso significa certo grau de liberdade, já que com isso ele estaria morando longe de seus pais, mas também daria a ele uma camada única de responsabilidades como o Homem-Aranha, já que a academia tem um toque de recolher rigoroso. Nós nunca realmente conseguimos ver muito da escola nos vários quadrinhos em que Miles está, já que a maioria de suas histórias são totalmente focadas em seus atos heroicos, mas felizmente no longa finalmente vemos como o Miles se encaixa e interage com essa escola.

CONTATOS DO CELULAR DO MILES

Quando Miles pega seu telefone, temos um breve vislumbre de alguns de seus contatos. Os dois mais óbvios de se notarem são “B. Bendis” e “Sara Pichelli”, obviamente referindo-se a seus dois criadores, Brian Michael Bendis e Sara Pichelli. E olhos mais atentos vão conseguir identificar o contato “D. Slott” no celular também, fazendo referência a Dan Slott, o escritor da HQ sobre o Aranhaverso.

OS CONTATOS DO CELULAR DO PAI DO MILES

Jefferson Davis, o pai do Miles, também tem uns bons contatos em seu celular. Os olhos atentos podem identificar um contato em seu telefone chamado “S. Ditko”, fazendo uma óbvia referência a Steve Ditko, o co-criador do Homem-Aranha.

O DUENDE VERDE

No filme, o Duende Verde aparece com um visual totalmente diferente de qualquer de suas aparições anteriores em filmes. Este visual monstrengo dele surgiu nas HQs de Ultimate Spider-Man, desenhado por Mark Bagley, onde Norman Osborn injetou em si mesmo a formula Oz, a fim de replicar os poderes do Homem-Aranha nele. O experimento saiu muito errado, matando a maior parte de sua equipe, e transformando Osborn em uma figura verde gigante que pode lançar bolas de fogo e que é totalmente insana. O design é moderadamente controverso entre os fãs, então no filme eles o fundiram com algumas versões mais antigas, dando a ele o clássico gorro roxo da versão original do personagem, por exemplo.

A MORTE DO HOMEM-ARANHA

O momento decisivo na jornada de Miles para se tornar o novo Homem-Aranha nos quadrinhos ocorreu quando ele testemunhou a morte de Peter Parker. O mesmo acontece no filme, no qual Miles ainda consegue falar com o Peter de seu universo antes do herói ser assassinado pelo Rei do Crime. No Universo Ultimate, as coisas são um pouco diferentes. Lá, Peter morre enquanto salva tia May e Mary Jane do Duende Verde. Mais tarde, os leitores descobriram que Miles estava em cena, observando nas sombras, mas não tinha coragem para ajudar naquele momento.

 

STAN LEE

Não há como perder a participação de Stan Lee neste filme, pois é ele quem vende para Miles sua primeira fantasia do Homem-Aranha. O que é notável sobre esta versão de Lee é que é seu primeiro papel póstumo e serve como a representação perfeita dele: um vendedor adorável e o melhor defensor da razão pela qual o Homem-Aranha é um grande herói para todos, “O traje sempre se encaixa”. Os espectadores com olhos mais atentos notarão que quando Miles e Peter caem na calçada depois de sua perseguição louca por um trem, é Stan Lee quem passa por cima de seus corpos.

AS VÁRIAS ROUPAS DO HOMEM-ARANHA

Quando Miles, Gwen e o Peter da outra dimensão são apresentados pela Tia May ao covil secreto onde o Homem-Aranha daquele universo residia, e la somos apresentados a várias versões de seus uniformes, e alguns são bem chamativas e podem facilmente ser reconhecidos pelos fãs de longa data do herói. Eles são facilmente vistos já que estão literalmente pendurados em camarás transparentes.

CARRO-ARANHA

Neste mesmo covil do Homem-Aranha, podemos ver ali um carro feito especialmente para o herói. Esse carro já apareceu em alguns quadrinhos do Homem-Aranha e inclusive já foi bastante zoado pelo próprio em várias outras histórias, ainda mais quando era sugerido que ele deveria ter um carro.

Comente!