Depois de receber uma notificação extraoficial perguntando o porquê de ter aparecido apenas dezesseis vezes ao trabalho nos últimos oito meses, Rameshchandra Fefar, um engenheiro da Agência Sardar Sarovar Punarvasvat (SSPA) disse em réplica ao comunicado que era a décima encarnação do deus hindu Vishnu – e não conseguia cumprir suas tarefas mundanas devido aos deveres como divindade.

» Siga o Bastidores no Facebook , Instagram e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema «

Fefar declarou que recebeu as primeiras indicações de seus “dons divinos” em agosto de 1999, do horóscopo mensal. Ele sentiu seu corpo se separar de sua alma e ser preenchido com a divya anand (em português, a felicidade divina), mas não sabia exatamente o que acontecera até sua mulher ler as previsões, as quais mencionavam que ele se tornaria um líder dos homens, dotado de suprema inteligência.

Apesar da revelação, o engenheiro continuou indo ao trabalho como sempre, e até mesmo teve experiências de conexão com os deuses em seu escritório.

“No dia 06 de março de 2010 eu estava no trabalho quando senti o fluxo de poderes de Vishnu”, Fefar declarou em uma entrevista. “Eu tenho conexão direta com os deuses, e segui seus mandamentos. Minha alma se tornou suprema”.

Mas não foi até 2014 que o engenheiro tomou coragem para contar à sua família que era o décimo avatar de Vishnu, cuja representação traz uma figura com pele azul e quatro braços.

O homem ganharia as manchetes após a réplica supracitada. No comunicado que recebera, o gerente da empresa disse que Fefar “tornou-se altamente errático desde que se juntou à equipe em 22 de setembro de 2017. Você se ausentou sem autorização prévia. Esse tipo de conduta não será aceita”.

Em resposta, Fefar disse que era “a décima encarnação do Lorde Vishnu. Estou fazendo penitência em casa ao entrar na quinta dimensão para mudar a consciência humana”.

Como já era de se esperar, o homem foi ridicularizado pela mídia por sua desculpa nada convencional, mas ele não se importou, dizendo que teria um papel bastante importante na salvação da Índia das trágicas secas, que se revelaria em um futuro próximo.

Comente!