em , ,

Irmãos Russo não pensaram na história de WandaVision quando fizeram Vingadores: Ultimato

Ao contrário do que muitos podem pensar, os cineastas Joe e Anthony Russo não tiveram que planejar brechas para a história de WandaVision ao realizarem Vingadores: Ultimato. 

Em entrevista ao ComicBook, Anthony Russo falou sobre a produção do longa da Marvel e explicou sobre a sensação de finalização que o título traz.

“Uma das melhores coisas sobre o Ultimato era que o nosso trabalho era trazer uma sensação de encerramento para uma jornada que estava se desenrolando até aquele momento. A única coisa sobre o Ultimato para nós, diferentemente de Soldado Invernal e ao contrário de Guerra Civil e de Guerra Infinita, é que não tínhamos que pensar sobre o que aconteceria depois de Ultimato. E, na verdade, esse foi um acordo que chegamos mutuamente com a Marvel, porque foi isso que nos libertou, e também estou falando pelos [roteiristas Christopher] Markus e [Stephen] McFeely, o que os libertou também para pensar sobre o fechamento: pense sobre um fim, ao invés de pensar sobre para onde a história vai depois. E acho que foi realmente um presente criativo para nós.”

Então, a produção de WandaVision apenas partiu do fato do Visão ter sido morto em Guerra Infinita e Wanda ter retornado depois do estalo de Thanos, em Ultimato.

“Ultimato era sobre encerrar tudo. E sabíamos que outra pessoa iria levar isso adiante. Kevin [Feige], sua equipe e outros cineastas: haveria pessoas que encontrariam uma maneira de retomar os fios e levar uma narrativa adiante de maneiras maravilhosas, como em WandaVision. Mas não, não estávamos pensando nisso.”

A série segue em exibição na Disney+ e se prepara para receber seu episódio final nesta sexta-feira.

O que você achou desta publicação?

Avatar

Publicado por Matheus Fragata

Editor-geral do Bastidores, formado em Cinema seguindo o sonho de me tornar Diretor de Fotografia. Sou apaixonado por filmes desde que nasci, além de ser fã inveterado do cinema silencioso e do grande mestre Hitchcock. Acredito no cinema contemporâneo, tenho fé em remakes e reboots, aposto em David Fincher e me divirto com as bobagens hollywoodianas.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Loading…

0

Comente!

Sony confirma encerramento de atividades comerciais no Brasil

Podcast Três É Demais #50 | Um Tira da Pesada III