em ,

J.K. Rowling é cancelada no Twitter após mensagem transfóbica

A autora da saga Harry Potter, J.K. Rowling, agora enfrenta um pesadelo de relações públicas após fazer um comentário transfóbico no Twitter.

A controvérsia começou quando a autora citou uma manchete do site Devex, que usava a frase “pessoas que menstruam”. Ela deu a entender que apenas mulheres (cis) entrariam nessa definição, excluindo homens trans e pessoas não-binárias.

Veja:

“Pessoas que menstruam”. Tenho certeza que existe uma palavra que define essas “pessoas”. Alguém me ajuda? Wumben? Wimpund?”

O resultado foi uma série de respostas de um público irritado, acusando-a de ser uma TERF, ou Trans Exclusive Radical Feminista (feminista radical trans-excludente, em tradução livre).

J. K. Rowling reiterou a sua posição mesmo depois das reações negativas, afirmando que havia estudado o assunto nos últimos três anos e que “conhece e ama pessoas trans”, mas discorda com a exclusão do conceito de sexo biológico.

O que você achou desta publicação?

-1 points
Upvote Downvote
Avatar

Publicado por Matheus Fragata

Editor-geral do Bastidores, formado em Cinema seguindo o sonho de me tornar Diretor de Fotografia. Sou apaixonado por filmes desde que nasci, além de ser fã inveterado do cinema silencioso e do grande mestre Hitchcock. Acredito no cinema contemporâneo, tenho fé em remakes e reboots, aposto em David Fincher e me divirto com as bobagens hollywoodianas.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Loading…

0

Comente!

Cocriador do Justiceiro quer desassociar personagem da violência policial

Três É Demais #10 | Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban