Na terça-feira (06), em sua conta do Twitter, Jim Carrey demonstrou seu descontentamento com o Facebook, alegando que a rede social lucrou com a interferência russa nas últimas eleições americanas, e decidiu vender suas ações. Não bastasse isso, com a declaração ainda veio uma imagem depreciativa de Mark Zuckerberg, que chama a rede de “Fakebook”, claramente referenciando as fake news perpetradas pelo Facebook. Confira o tweet do ator abaixo:

“Estou vendendo minhas ações do Facebook e deletando minha página [na rede social] porque o facebook lucrou com a interferência russa em nossas eleições e ainda não estão fazendo o suficiente para parar com isso. Encorajo todos os outros investidores que se importam com nosso futuro a fazerem o mesmo. #unfriendfacebook.”

Carrey não é a primeira figura pública a realizar uma ação parecida. Recentemente a Folha de SP declarou que não irá mais divulgar suas notícias por lá, em resposta direta ao novo algoritmo da rede social, que diminui consideravelmente o alcance de links postados por páginas.