Parece que a treta envolvendo o ator Johnny Depp e a atriz Amber Heard está longe de terminar. A estrela da franquia Piratas do Caribe está entrando com um processo por difamação contra Amber Heard, sua ex-mulher. A alegação do astro é de que as acusações de que ele teria a agredido eram falsas.

» Siga o Bastidores no Facebook , Instagram e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema «

O The Blast obteve os documentos que o tribunal terá acesso em primeira mão, e neles consta que Johnny Depp quer 50 milhões de dólares como indenização, além de dizer que Amber Heard teria feito tais acusações para alavancar sua carreira e ter uma imagem positiva frente ao público.

O caso aconteceu em 2016, em que Amber acusa Johnny Depp de ter arremessado um celular contra seu rosto e logo depois ainda a teria a agredido. Amber tirou fotos na época que mostram um machucado perto de seu olho direito. Depp diz, nos documentos, que um vizinho teria dito que “ele repetidamente interagiu com a Sra. Heard, de perto, sem maquiagem, e totalmente ilesa nos dias entre 22 de maio e 27 de maio de 2016”.

Os documentos ainda falam que dois policiais refutaram as acusações de Amber e que esses mesmos policiais comprovaram não ter visto nenhum ferimento no rosto da atriz. O processo enviado ao tribunal ainda fala sobre possíveis vídeos de vigilância encontrados por um funcionário do prédio e que ele testemunhou, sob juramento, ter visto “Whitney Heard dando um soco na cara da irmã. Então Heard, Pennington [melhor amiga de Heard] e Whitney Heard começaram a gargalhar.”

O ator pede tal quantia como indenização por alegar que as acusações falsas lhe causaram danos à imagem e a sua carreira, não apenas como o personagem Jack Sparrow no quinto filme da franquia Piratas do Caribe, mas também na recém lançada continuação de Animais Fantásticos, já que seu personagem sofreu pesada rejeição por parte do público.

Comente!