Mesmo com todos os altos e baixos dentro da Lucasfilm – seja com o processo tumultuoso de pós-produção de Rogue One (que acabou dando certo), a demissão dos diretores do spin-off sobre Han Solo e até mesmo a saída de Colin Trevorrow do Episódio IX – parece que há sim um oásis de calmaria na companhia: Star Wars: Os Últimos Jedi.

Rian Johnson, o diretor responsável pelo segundo filme da nova trilogia, parece ter encontrado seu lugar no panteão espacial, e todos que trabalharam com o cineasta tiveram apenas coisas boas a dizer a seu respeito. E com a estreia do longa cada vez mais perto, mais detalhes começam a surgir sobre o que ele realmente fez em uma galáxia tão, tão distante – e parte disso inclui a aparição de um velho amigo: Joseph Gordon-Levitt, que participou dos filmes predecessores de Johnson.

Na verdade, é sua voz que terá protagonismo dentro da sequência. De acordo com o site Star Wars News Net, Gordon-Levitt será um personagem em CGI, assim como Simon Pegg em O Despertar da Força, ou um Stormtrooper, seguindo os passos de Daniel Craig. O ator irá se juntar a Tom Hardy, Justin TherouxGareth Edwards e até mesmo aos Príncipes WilliamHarry, todos já confirmados para fazerem seus cameos.

Talvez a notícia mais importante, como indicam os rumores, é que Johnson permanecerá no universo Star Wars e assumir o lugar antes concedido a Trevorrow em Episódio IX. Mas durante a coletiva de imprensa, o diretor rebateu as sugestões, ao menos por ora. “Nunca foi o plano dirigir o próximo filme… Não sei o que vai acontecer. Estava completamente focado no Episódio VIII, então não estou pensando nisso agora”.

Os Últimos Jedi tem estreia marcada para 15 de dezembro deste ano. Daisy Ridley, John Boyega, Adam Driver, Oscar Isaac, Mark Hamill, Carrie Fisher e outros fazem parte do elenco principal.