Pegando carona na estreia do filme A Cabana, resolvemos criar uma lista com livros adaptados para o cinema na última década. A escolha por pegar apenas longas dos últimos dez anos se deu pelo diferencial que seria, já que se fosse pegar todas produções que tiveram livros como referência acabaria por ser uma lista igual a todas as outras que vemos por aí.

» Siga o Bastidores no Facebook , Instagram e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema «

10. A Menina Que Roubava Livros (2013)

Adaptado da obra de Markus Zusak esse longa é uma bela história de sobrevivência que se passa durante a segunda guerra mundial. Nele, uma jovem garota chamada Liesel Meminger (Sophie Nélisse) sobrevive fora da cidade de Munique lendo livros que rouba. Naquela época na Alemanha a queima de livros era política de Estado. A Garota Que Roubava Livros – tanto livro como filme – é daquelas histórias que emocionam qualquer um, você sofre junto com a garota, vive seus dramas, assim como passa a partilhar de sua admiração ao ler os livros. Mas assim como toda história ambientada na guerra te deixa chocado com a maldade humana.

9. A Garota no Trem (2016)

Garota no Trem é daqueles raros filmes que conseguem ser superiores a obra literária. Baseado no livro de Paula Hawkins traz uma história que gira em torno de três mulheres com vidas distintas e com uma vida cheia de acontecimentos que as une de alguma forma. Uma delas (Rachel) vive andando de um lado para o outro de trem e nisso vai narrando sua história e seus dramas. Tudo é apresentado em fragmentos até que no final todo mistério se envolvendo as tês se resolve de forma surpreendente. Emily Blunt está magnifica no papel de Rachel, uma mulher alcoólatra que vivencia seus erros do passado. 

8. Silêncio (2016)

Todo ano a Academia acaba por esnobar alguma produção. Esse ano foi a vez do Silêncio de Martin Scorsese (concorreu apenas na categoria melhor fotografia). Ambientado no Japão no século XVI,o filme traz dois missionários portugueses que são enviados para o país em busca de um outro missionário que teria traído a ordem e se convertido ao budismo. No Japão era proibido pregar sobre o cristianismo, a religião oficial do Japão era o já dito budismo e todo padre que fosse pego pregando sobre a religião seria crucificado e morto. Obra forte e muito bem dirigida é uma adaptação do livro (1966) de mesmo nome de Shusaku Endo. Há um longa japonês filmado com base nesse livro de 1971 e que não tem o vigor dessa adaptação. 

7. O Regresso (2015)

Longa que rendeu o primeiro e único Oscar de melhor ator para Leonardo DiCaprio é baseado no livro de mesmo nome escrito por Michael Punke. Muitos falam que esse filme não foi merecedor das estatuetas recebidas pela Academia, mas a verdade é que ele é bem dirigido, bem roteirizado e a interpretação de Léo é muito competente e digna sim do prêmio. Há diferenças entre livro e filme, a começar pelo filho do personagem de DiCaprio que não existe na obra original, foi colocado lá para criar uma relação entre o personagem de DiCaprio e os índios. Tanto livro quanto filmes são belas obras. O livro provavelmente passaria batido por aqui se não fosse pelo filme.

6. Michael Kohlhaas – Justiça e Honra (2013)

Michael Kohlhaas é um épico franco-germânico que adapta para o cinema a obra de mesmo nome lançada em 1810. Há duas versões desse longa, essa de 2013 e outra de 1969 com o título de O Tirano da Aldeia. É uma pena que tanto esse longa quanto o livro passaram batidos por aqui. Produção traz uma história de vingança que lembra em alguns momentos o filme Coração Valente. Michael Kohlhaas vivido belamente por Mads Mikkelsen, tem seus cavalos apreendidos injustamente e busca reparação pela injustiça sofrida. Sem solução para o caso ele busca vingança contra o nobre que cometeu tal ato. Essa é daquelas produções que devem ser vistas e lidas já que o a obra literária tem mais de 100 anos e é um clássico. 

5. Garota Exemplar (2014)

Quando falamos em adaptações cinematográficas sempre lembramos de alguma produção de David Fincher, entre seus filmes baseados em obras literárias estão Clube da Luta, A Rede Social, MillenniumE todas elas perfeitas. Ele criou seu próprio traço com essas produções dando um tom sombrio e sarcástico a elas. Garota Exemplar é uma dessas produções. Baseado no livro de Gillian Flynn o filme acompanha um casal prestes a terminar seu relacionamento até que um Amy (Rosamund Pike) some misteriosamente e seu marido Nick (Ben Affleck) chama a polícia e acaba por se tornar o principal suspeito do sumiço da esposa. Trama cheia de reviravoltas tanto filme quanto livro te prendem e te deixam de boca aberta com o final surpreendente.

4. Desejo e Reparação (2007)

Joe Wright já tinha experiência em adaptar livro para o cinema quando dirigiu Desejo e Reparação do original com nome de Reparação do autor Ian McEwan (antes já havia feito Orgulho e Preconceito). Tanto filme quanto livro conseguem prender o espectador/leitor com um tema sensível sobre arrependimento. Na história Briony (Saoirse Ronan/Romola Garai) então com 13 anos) é uma garota que tem grande habilidade para a escrita e tem uma enorme criatividade. Ela acaba por fazer algo que irá se arrepender anos mais tarde, seria tarde para uma reparação? Quem gostou de Orgulho e Preconceito ou Razão e Sensibilidade certamente irá gostar dessa história de época.

3. Animais Fantásticos e Onde Habitam

Provavelmente o melhor filme do universo do bruxo Harry Potter, Animais Fantásticos traz uma história diferente da que estamos acostumados a ver nos longas. Newt Scamander (Eddie Redmayne) chega à NY com uma maleta mágica, nela há um mundo com inúmeros animais fantásticos. Ele quer provar para a ordem dos bruxos que todos são inofensivos e não fazem mal a ninguém. Nisso algumas criaturas escapam e ele tem que capturar todas, isso enquanto a verdadeira trama do filme se desenvolve. Com uma bela direção e arte, efeitos especiais, figurino (recebeu o Oscar) e muito bem dirigido por David Yates (A Lenda de Tarzan) essa é daquelas adaptações que surpreendem pela qualidade tanto narrativa quanto técnica.

2. O Lobo de Wall Street (2013)

Martin Scorsese aparece novamente com uma adaptação feita para o cinema. Em o Lobo de Wall Street ele faz uma crítica ao sistema financeiro americano com seus vícios, festinhas regadas a álcool, drogas e orgias e jogadas para pegar o dinheiro das pessoas de todas as formas na bolsa de valores. Na história vemos Leonardo DiCaprio como um lobista ganancioso e imoral e que enriquece rapidamente em Wall Street trabalhando em uma empresa criada por ele. Esse filme/livro é importante não para entender como funciona a bolsa de valores, e para refletir quanto os limites do sucesso a qualquer preço. O livro no qual Scorsese se baseou (Jordan Belfort) é de leitura fácil e bastante envolvente. Nessa produção DiCaprio já merecia ter recebido a estatueta da Academia.

1. Os Miseráveis (2012)

O primeiro lugar não poderia ser de outro filme se não dessa bela filmagem direta da bela obra de Victor Hugo. Os Miseráveis já teve inúmeras versões para o cinema, algumas boas outras nem tanto. Essa versão dirigida por Tom Hooper (A Garota Dinamarquesa) é considerada uma obra de difícil adaptação. Primeiro pelo tamanho tamanho da obra original (Mais de 1.000 páginas), uma obra cinematográfica demandaria muito tempo de exibição para criar algo decente e em um filme conseguiu passar a essência do livro para o filme. Segundo que abordou um tema já visto em muitos outros filmes, mas com um diferencial: é um musical. Musical maravilhoso e que deve ser lembrado por muito tempo. 

Escrito por Gabriel Danius.

Comente!