em

Lista | As 10 Melhores Músicas de Alan Menken

Alan Menken and the cast of 'Newsies', attend an In Studio Press Preview at the New 42nd Street 'Duke' Studios in New York City.

A genialidade de Alan Menken dentro da música é inegável. Seus incríveis trabalham conseguem alcançar diversos públicos e possuem uma atemporalidade inenarrável, capaz de combinar a essência das árias gregas com os tons mais melodiosos do pop contemporâneo. E aproveitando o hype da readaptação em live-action de A Bela e a Fera, cuja trilha sonora foi composta por ele, resolvemos homenagear seu trabalho separando seus dez melhores trabalhos.

Confira nossas escolhas abaixo – e não se esqueça de deixar seu comentário!

Part of Your World” – A Pequena Sereia (1989)

Resultado de imagem para part of your world

Essa é considerada pelos próprios realizadores de A Pequena Sereia como a música mais importante do filme, ao ponto de brigarem com a Disney para deixarem ela no corte final do filme. Mas por que “Part of Your World” tem essa importância? Porque é a música que define a protagonista Ariel e qual é o seu sonho que irá buscar durante todo longa. O tom romântico e a letra sincera nos faz comprar como ela realmente quer conhecer e viver no mundo humano. Indicada ao Oscar de Melhor Canção Original. (João Pedro Gibran)

“Under the Sea” – A Pequena Sereia (1989)

Resultado de imagem para under the sea the little mermaid

A beleza de “Under the Sea” está em sua identidade. Assim como em outros filmes dos estúdios Disney, esta música utiliza-se de elementos de percussão que harmonizam com a ambientação da cena, incluindo violões, violoncelos, bongôs e tambores acústicos. A letra é acompanhada de uma fluidez própria “do fundo do mar”, levando o espectador a acompanhar as coreografias dos personagens e do crescente harmônico da cantoria, transformando a música num clássico atemporal.

“Beauty and the Beast” – A Bela e a Fera (1991)

Resultado de imagem para beauty and the beast dance scene

O grande tema de A Bela e a Fera, vencedor do Oscar de Melhor Canção Original. É um dos temas mais românticos, sensíveis e graciosos feitos por Menken. Junto com o músico Howard Ashman (com quem trabalhou em A Pequena Sereia), foi criado um tema sutil em que a letra fala sobre o próprio conto e sobre o sentimento de se apaixonar por alguém diferente. (J.P.G.)

“Be Our Guest” – A Bela e a Fera (1991)

Resultado de imagem para be our guest beauty and the beast

Um dos grandes ápices de A Bela e a Fera – e talvez aquele que arranque mais arrepios e suspiros do público – é a música Be Our Guest. Tanto a melodia e a letra quanto a coreografia fornecem o cenário seiscentista da narrativa, combinado com a identidade essencialmente francesa. Lumière, o candelabro encantado, é o astro principal, e começa a dissertar sobre a arte do jantar e das habilidades de cada um dos habitantes do Castelo da Fera enquanto é acompanhada por notas de sanfona soberbas. O desfecho tem uma mistura híbrida de ópera italiana com certos elementos pop que conferem atemporalidade e naturalidade à cena, transformando uma simples música num espetáculo completo.

“Friend Like Me” – Aladdin (1992)

Resultado de imagem para friend like me aladdin

A capacidade de Alan Menken de unir diversos estilos musicais em um só é invejável e quase mística. Em “Friend Like Me”, uma das grandes obras-primas que definem a identidade da animação Aladdin, Robin Williams utiliza sua versatilidade em cena para cantar uma peça sonora composta por saxofones, bumbos e flautas – instrumentos destoantes entre si, mas que, unidos pela melodia da época com alguns toques de jazz, criam uma ambientação espetacular e catártica.

“A Whole New World” – Aladdin (1992)

Resultado de imagem para a whole new world

Os momentos românticos das animações Disney são sempre tratados com bastante carinho por seus realizadores – mas “A Whole New World” tem um momento mágico indescritível idealizado pela composição harmônica de violinos e clarinetes. À medida em que Aladdin e Jasmine se libertam das prisões sociais de Agrabah, a música vai encontrando seu crescendo até culminar no refrão que dá nome ao título, permeado por suaves tilintares místicos e extremamente bem-vindos numa narrativa como esta.

“Colors of the Wind” – Pocahontas (1995)

Resultado de imagem para colors of the wind

Pocahontas pode não ter sido o filme de maior sucesso dos estúdios Disney, mas é inegável que a trilha sonora composta por Menken se configura como um ponto alto na trama. Optando por uma construção orquestral mais suave, pontilhada com violinos, violoncelos e a sutil melodia da flauta doce, “Colors of the Wind” resume muito bem a contraposição escrachada entre os nativos americanos e os colonizadores ingleses, narrando de forma magistral a simplicidade do mundo da protagonista.

“Hellfire” – O Corcunda de Notre-Dame (1996)

Resultado de imagem para hellfire the hunchback of notre dame

A trilha de O Corcunda de Notre-Dame é incrível. Há uma mistura muito inteligente de ópera com cantos gregorianos e cantigas religiosas em latim. “Hellfire” mostra quando o vilão Frollo se vê apaixonado pela cigana Esmeralda. Como o vilão segue a risca o seu fundamentalismo religioso- no caso, o cristianismo – ele vê a cigana como uma bruxa que lhe cria sentimentos indignos, como no caso a luxuria. Essa canção mostra quando o desejo e a crença entram em choque. (J.P.G.)

“Zero to Hero” – Hércules (1997)

Resultado de imagem para zero to hero hercules

A trilha sonora de Hércules é uma das mais inusitadas de Menken. Em um filme que se passa na Grécia Antiga, o compositor decide colocar uma trilha baseada em músicas negras americanas, como o blues, o R&B e disk music. A divertida “Zero to Hero” que conta como o herói ficou famoso é uma das músicas mais contagiantes do longa. (J.P.G.)

“I See the Light” – Enrolados (2010)

Resultado de imagem para i see the light tangled

O delicado tema de amor de Enrolados é mais uma música sobre descobertas e sonhos. No caso como Rapunzel encontrou as lanternas que tanto procurava e realizou o seu sonho de sair da torre e como o sentimento pelo ladrão Flynn mudou. (J.P.G.)

O que você achou desta publicação?

Avatar

Publicado por Thiago Nolla

Thiago Nolla faz um pouco de tudo: é ator, escritor, dançarino e faz audiovisual por ter uma paixão indescritível pela arte. É um inveterado fã de contos de fadas e histórias de suspense e tem como maiores inspirações a estética expressionista de Fritz Lang e a narrativa dinâmica de Aaron Sorkin. Um de seus maiores sonhos é interpretar o Gênio da Lâmpada de Aladdin no musical da Broadway.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Loading…

0

Comente!

review horizon zero dawn

Vídeo Review | Horizon Zero Dawn

mass effect 2 analise

Análise | Mass Effect 2